Morreu Jorge Sampaio antigo Presidente da República 

 

Morreu esta sexta-feira, aos 81 anos, no Hospital de Santa Cruz, em Lisboa, o antigo Presidente da República Jorge Sampaio.

Jorge Sampaio encontrava-se internado desde  27 de agosto, após ter sido transportado de helicóptero do Algarve para Lisboa, na sequência de dificuldades respiratórias. De salientar que o antigo Presidente da República tinha um historial de doença cardíaca.

Jorge Fernando Branco de Sampaio nasceu em Lisboa, em 18 de setembro de 1939, filho de Arnaldo Sampaio (médico) e de Fernanda Bensaude Branco de Sampaio (professora particular de inglês). Era casado com Maria José Ritta e tem dois filhos, Vera e André.

Ao longo da sua vida desenvolveu uma persistente ação política de oposição à Ditadura, tendo sido um dos protagonistas da crise académica do princípio dos anos 60, crise que originou um longo e generalizado movimento de contestação estudantil, o qual durou até 25 de abril de 1974. Jorge Sampaio licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, em 1961.

Após a Revolução do 25 de Abril de 1974 foi um dos principais impulsionadores da criação do Movimento de Esquerda Socialista (MES), do qual acabará por se desvincular logo no congresso fundador, em dezembro do mesmo ano, por discordância de fundo com a orientação ideológica aí definida.
No ano seguinte, em 1975, funda a “Intervenção Socialista”, grupo que desenvolveu um significativo trabalho de reflexão e renovação política, constituído por políticos e intelectuais, que viriam a desempenhar funções de relevo na vida pública.

Em 1978, Jorge Sampaio adere ao partido Socialista, partido do qual foi Secretário-Geral entre 1989 e 1991.

Durante quase 30 anos desempenhou os mais altos cargos políticos no país, foi deputado à Assembleia da República (tendo sido eleito pela 1.ª vez em 1979), presidente da Câmara Municipal de Lisboa (1990-1995) e Presidente da República (1996 e 2006).

Nos últimos anos dedicou-se à Plataforma Global Para os Estudantes Sírios, que fundou em 2013 e a que presidia. Esta organização tem por objetivo dar resposta aos milhares de jovens sírios que ficaram sem acesso à educação.

Jorge Sampaio foi agraciado com várias condecorações e com diversas distinções nacionais e estrangeiras.

[Imagem de capa © jorgesampaio.pt]

   

Leia também