Autárquicas 2021 | Torres Vedras – Bloco de esquerda reúne-se com o ACS Oeste Sul

 

Em nota de imprensa, o Bloco de esquerda de Torres Vedras, no quadro da pré-campanha autárquica, dá conta de uma reunião entre aquela força política e a direção do ACS Oeste Sul, em que se discutiu a situação dos médicos de família em Torres Vedras e no Oeste em geral.

No âmbito das suas ações de construção de propostas participadas, o Bloco de Esquerda de Torres Vedras esteve reunido com o Dr. António Martins, diretor executivo da ACES Oeste Sul, para discutir temas como: fixação de médicos, utentes sem médico de família, o papel das autarquias e ações implementadas segundo os programas prioritários da DGS, como a saúde mental e o VIH/SIDA. Estiveram presentes Jorge Humberto Nogueira, cabeça de lista à Câmara Municipal e Diogo Franco, primeiro candidato à freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães.

Relativamente à falta de médicos de família, o BE refere que há à partida, um reduzido número de vagas que vão a concurso, “das 242 vagas colocadas a concurso para a região de Lisboa e Vale do Tejo, cerca de metade ficaram por preencher. Na AECS Oeste Sul, dos 22 médicos necessários, apenas 11 lugares foram a concurso e desses, apenas 3 [foram] preenchidos“.

Resultado disto, afirma o BE Torres Vedras, o facto de temos “20 mil pessoas sem médico de família e qualquer baixa ou licença causam ruturas, às quais tem de se acudir frequentemente e de forma remediativa, como Runa, Ventosa, Ramalhal, Maceira, Carvoeira e Carmões, Matacães, entre outros. Com a pandemia todos estes problemas agravaram-se e ficaram mais visíveis […] para colmatar as carências, o diretor executivo lança mão de diversas estratégias para que todos acedam aos cuidados primários, como horas extraordinárias, contratação de aposentados e contratações eventuais de prestação de serviços”.

Feito o diagnóstico, na mesma nota de imprensa, o BE de Torres Vedras propõe uma terapêutica que passa, entre outras medidas, pela construção de unidades de saúde nas freguesias, por melhorar espaços atuais nas Juntas, por criar balcões de acesso nas Juntas e pelo apoio direto aos médicos.

O Agrupamento de Centros de Saúde Oeste Sul coordena os cuidados primários dos concelhos de Torres Vedras, Mafra, Lourinhã, Cadaval e Sobral de Monte Agraço, abrangendo 206.336 habitantes (218.536 utentes inscritos), numa área geográfica de 1.071 Km2, servidos por 146 médicos e por 158 enfermeiros.

[imagem ©BE Torres Vedras]

   

Leia também

One Thought to “Autárquicas 2021 | Torres Vedras – Bloco de esquerda reúne-se com o ACS Oeste Sul”

  1. mauricio contte

    já agora e se me permitem a dúvida, as noticias referentes ás autárquicas referem sempre o mais dos mesmos do tipo injecção de propaganda eleitoral, não há mais ninguém, nem outros ou são assim esquecidos ou outra coisa qualquer ?!?! é que isto até já parece aquela aberração do tal cartaz “daqueles” que tais, amarrado á árvore com uma corrente , enfim, obrigado

Comments are closed.