A Linha do Elétrico de Sintra foi classificada como Monumento de Interesse Municipal

 

A Linha do Elétrico de Sintra é agora Monumento de Interesse Municipal.

“Foi aprovada a classificação, como Monumento de Interesse Municipal (MIM), da Linha do Elétrico de Sintra na totalidade do seu percurso atualmente subsistente, entre Sintra (Estefânia) e a Praia das Maçãs, incluindo as respetivas estruturas de apoio e composições, nomeadamente, o terminal da Ribeira antiga, composto por garagem e oficina, esta constituída pela mina e represa; pelo edifício de apoio no Banzão, correspondente à subestação elétrica; e pelo edifício da bilheteira, sito na Praia das Maçãs, União das Freguesias de Sintra e Freguesia de Colares, concelho de Sintra, distrito de Lisboa, cujos imóveis identificados, com todo o troço da linha do elétrico no seu percurso, se encontram integrados no domínio público do Município de Sintra.”, pode ler-se no aviso publicado em Diário da República.

A classificação valoriza o “estado de preservação” das estruturas de apoio e composições e de todo o material circulante que constituem o “património dinâmico” da Linha do Elétrico de Sintra e também as “memórias que invoca e quer, ainda, pelo seu potencial turístico, como um bem com relevância histórico-cultural inestimável, de exemplaridade e de significado predominante para o Município de Sintra.”.

A Linha do Elétrico de Sintra circula entre a Vila Alda na Estefânia e a Praia das Maçãs, são cerca de 11 quilómetros (45 minutos) numa “experiência de viajar no tempo” com uma ligação única entre a serra e o mar.

[Imagem: CMS]

 

Leia também