Protocolo do Programa Resineiros Vigilantes 2021 assinado hoje na Tapada Nacional de Mafra

 

A Tapada Nacional de Mafra foi hoje o lugar escolhido para a cerimónia de assinatura do Protocolo do Programa Resineiros Vigilantes 2021, cerimónia que contou com a presença do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes.

O protocolo assinado entre o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas e a Associação de Destiladores e Exploradores de Resina (Resipinus), cujo valor ascende a 759 mil euros, distribuídos até 2025, prevendo-se a adesão de 33 resineiros vigilantes em 2021 (99 mil euros) e de 55 em cada um dos quatro anos seguintes (165 mil euros por ano).

O Vice-presidente do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, Paulo Salsa, fez a apresentação deste projeto, que prevê a criação de 26 equipas de vigilância em 71 freguesias do país (do norte e centro do país) com áreas de pinhal adulto significativo, num trabalho que junta 21 instituições.

Os resineiros passarão a ser incluídos no modelo de gestão rural, efetuando ações de prevenção de incêndios, como a vigilância em espaços rurais durante o período crítico, contribuindo também para uma diminuição da carga de combustível, ao exercer a sua atividade.

O Programa “Resineiros Vigilantes” resultou de um projeto-piloto iniciado em 2019 e segundo a Resipinus, em 2020 contou com 26 equipas que realizaram mais de 50 dias de vigilância, tendo efetuado mais de 12 primeiros alertas de incêndio, alertas que permitiram a mobilização de meios operacionais de primeira intervenção.

Para o ministro do ambiente o Programa Resineiros Vigilantes é da maior importância, visto que irá permitir vigiar, mas também “ter uma presença continuada no território assegurando que ao fim destes 4 anos teremos uma área florestal de pinheiro produtiva, de árvores que ninguém quererá cortar já, porque podem dar resina e de árvores que quando forem cortadas terão troncos mais largos permitindo usos mais nobres acrescentando valor.

A cerimónia contou ainda com a presença do Secretário de Estado da Conservação, das Florestas e do Ordenamento do Território, João Paulo Catarino, bem como o Presidente da Câmara Municipal de Mafra, Hélder Sousa Silva.

 

   

Leia também