Barbara Furtuna e o “O Canto da Córsega” no Festival de Sintra

Nos dias 19 e 20 de junho, na Igreja de Colares e no Palácio Nacional de Sintra, sempre às 21h00,  o Festival de Sintra apresenta o quarteto vocal de canto polifónico Barbara Furtuna, com o  “O Canto da Córsega”, em dois concertos.

Reconhecidos internacionalmente como fiéis depositários do canto polifónico masculino ‘a cappella’ de tradição oral, conhecido por ‘cantu in paghjella’ que, desde 2009, integra a lista do Património Cultural Imaterial da UNESCO,os Barbara Furtuna trazem a riqueza e a ancestralidade deste repertório único baseado nas tradições sacras e profanas da ilha.

Criado em 2003 e originário da região histórica de Nebbio, no nordeste da ilha, o quarteto vocal ‘a cappella’ Barbara Furtuna afirmou-se como um dos principais embaixadores internacionais do canto polifónico tradicional. O nome do agrupamento remete para os exílios, a emigração e a errância secular do povo corso.

Os Barbara Furtuna optaram na sua abordagem por uma fidelidade ao espírito do canto corso, que admite recriações, arranjos e revisitações em forma de criações originais. Nessa síntese, celebram o passado das tradições da ilha, interrogam o presente, mas também interpelam questões de identidade – a insular e a mediterrânica.

Mais informações AQUI

[imagem:©CMS]

 

   

Leia também