Mafra | Homem morre quando tenta salvar filhas na praia da Calada

PUB

 

Esta tarde, um homem de 45 anos de idade, morreu na praia da Calada, no concelho de Mafra, quando tentava auxiliar as duas filhas menores, de 9 e 12 anos, que se encontravam em dificuldades na água.

O homem, de nacionalidade estrangeira, em situação de paragem cardiorrespiratória, foi retirado da água por dois surfistas, e uma enfermeira que se encontrava no local iniciou as manobras de suporte básico de vida, até à chegada dos bombeiros.

Apesar das manobras de reanimação, não foi possível reverter a situação, e o óbito foi declarado no local pelo Delegado de Saúde.

O corpo da vítima foi transportado pelos Bombeiros Voluntários da Ericeira para o Instituto de Medicina Legal de Torres Vedras.

As duas crianças, que se encontram em situação estável, foram transportadas pelos Bombeiros Voluntários da Ericeira para o Hospital de Santa Maria, estando acompanhadas pela mãe.

O Gabinete de Psicologia da Polícia Marítima está a prestar apoio aos familiares da vítima e a um dos surfistas que retirou a vítima da água.

Após ter recebido o alerta pelas 14h41, seguiram para o local o piquete do Comando-local da Polícia Marítima de Cascais e elementos do projeto “SeaWatch”, três ambulâncias dos Bombeiros Voluntários da Ericeira e duas Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação do INEM de Torres Vedras.

O comandante da Capitania de Cascais confirmou a ocorrência e apela às pessoas para evitarem frequentar as praias sem vigilância, pois nestas praias não existem meios de salvamento permanentes, acrescentando que na praia da Calada, “nem sequer há rede GSM [telemóveis] tendo sido necessário usar rádios”.

A praia da Calada ainda não é vigiada, visto que a época balnear no concelho de Mafra só se inicia no próximo dia 12 de junho.

[Imagem: Ericeira Rules]

 

Leia também

Comentário