AUTÁRQUICAS 2021 – Mafra – CDU aposta em candidatos jovens à câmara e à assembleia municipal

PUB

A CDU apresentou hoje, no parque intermodal da Venda do Pinheiro, a sua candidata à presidência da Câmara de Mafra e o seu candidato à presidência da Assembleia Municipal.

Cátia Almeida, a candidata da CDU à presidência da Câmara de Mafra é membro do PCP tendo integrado a Direção da Organização Regional de Lisboa daquela força política, no sector da educação, fez parte da lista da CDU à assembleia de Freguesia do Milharado. Licenciada pela Escola Superior de Educação de Setúbal é Professora de 1° Ciclo do Ensino Básico.

Na intervenção que fez para um grupo de apoiantes, mais numeroso do que aqueles que nos habituámos a ver em iniciativas da CDU, Cátia Almeida afirmou que a sua candidatura surge “porque Mafra precisa de deixar de ser um romance de Jorge Amado, onde existem meia dúzia de donos e senhores“. Destacou depois a necessidade de se ter em atenção todo o concelho, em vez de concentrar esforços só no desenvolvimento das freguesias com mais munícipes, “porque na hora de pagar impostos municipais, todas as famílias contam“.

A candidata afirmou que a CDU andou 20 anos a propor a criação do passe intermodal, tendo sempre obtido o voto contrário do PSD, no entanto, quando a CDU levou esta proposta à Assembleia da República, a autarquia de Mafra viu-se obrigada a aceitar esta medida e “hastearam esta bandeira perante os munícipes, numa luta que na verdade foi nossa durante 20 anos, e mais 20 anos continuaríamos a tê-la se fosse preciso“.

Deixou depois uma questão relacionada com a sua área profissional, quando perguntou, “com infraestruturas tão boas, porque razão não têm os alunos do ensino básico, pelo menos do primeiro ciclo, acesso a aulas de natação gratuitas, como já acontece noutros concelhos vizinhos“?

Em jeito de resumo, a candidata concluiu a sua intervenção afirmando “há muito por fazer e há coisas para mudar. E perante os vários exemplos, só alguns, que acabei de enumerar, aquilo que eu quero e aquilo que nós queremos na CDU de Mafra é tornar o concelho mais justo, mais igualitário socialmente, sem donos, nem servos, um concelho com qualidade de vida. Porque estas são todas conquistas de abril e porque todos os que hoje aqui estão são também filhos e produtos de abril“.

Paulo Alexandre Paula será o primeiro candidato à Assembleia Municipal pela CDU, é programador informático é membro do secretariado e da concelhia de Mafra do PCP. A seu cargo ficou uma intervenção marcadamente ideológica, desvalorizando de algum modo o próximo ato eleitoral autárquico quando afirmou que “a intervenção política deste movimento não é marcada e estruturada por períodos eleitorais. A intervenção da CDU e dos partidos que a compõem é contínua. Por isso a intervenção política em Mafra não começa nem se encerra com esta candidatura, nem nas próximas eleições“, afirmando depois que “é difícil encontrar uma semana em que os partidos da CDU não tenham realizado pelo menos uma acção política: seja junto dos trabalhadores a ouvir os seus problemas e ambições, a realizar esclarecimentos sobre os seus direitos, a informar sobre o que está em discussão na Assembleia da República, na Assembleia Municipal, ou nas freguesias“.

Esta iniciativa da CDU contou também com intervenções de Paula Costa, em representação do Partido Ecologista os Verdes, de Ana Gusmão, membro do Comité Central do PCP e de Miguel Nunes, um independente que apoia esta candidatura.

 

Leia também