Mafra | Dia do município sob o signo das eleições autárquicas e da pandemia [Imagens]

PUB

Celebrou-se hoje mais um Dia do Município na Sala Elíptica da Escola das Armas, em Mafra.

Presentes, neste “momento de exaltação da identidade local”, o Presidente da Assembleia Municipal de Mafra e  alguns deputados municipais das bancadas do PSD, PS e CDU, o Presidente, Vice-presidente e vereadores da Câmara Municipal de Mafra, os Diretores do Palácio Nacional de Mafra e da Tapada Nacional de Mafra, o Comandante da Escola das Armas e um Bispo da Igreja Católica Apostólica Romana.

Num tempo de descrédito da classe política a nível nacional, é fundamental que os eleitos locais nos vários órgãos mostrem que a política vale a pena  [Josá Bizarro, Presidente da Assembleia Municioal de Mafra]

Coube a José Bizarro, Presidente da Assembleia Municipal de Mafra e um dos políticos da ala mais à direita do PSD Mafra, abrir a sessão, estamos certos que representando todas as sensibilidades da assembleia colegial a que preside, afirmando que “num tempo de descrédito da classe política a nível nacional, é fundamental que os eleitos locais nos vários órgãos mostrem que a política vale a pena, quando centrada na resolução efetiva dos problemas das comunidades”, recordando depois um facto inquestionável, que “nas principais deliberações da Assembleia Municipal se tem verificado maioritariamente coesão e concordância”, de resto, como tem acontecido na generalidade das decisões tomadas pelo executivo nacional.

José Bizarro referiu-se depois ao problema do momento, os constrangimentos provocados pela covid 19, para afirmar que “a crise sanitária que estamos a viver evidenciou o papel decisivo do poder local de proximidade”, elogiado depois todos aqueles que fizeram um enorme esforço na resposta sanitária à covid 19, com destaque especial para as autarquias que fizeram o seu trabalho perante uma administração central que, disse, demorou a responder, e onde, “o verbo planear é pouco conjugado”, aproveitando José Bizarro, para apelar a uma descentralização mais eficaz. Enumerou depois algumas deficiências que afetam o concelho e que ainda não tiveram resolução por inépcia da administração central nomeadamente, a farta de capacidade do parque escolar a nível do ensino secundário, a recuperação do Porto de Pesca da Ericeira, o abandono a que as estradas nacionais foram votadas e finalmente, a falta de médicos que assola o concelho.

A segunda intervenção do dia coube a Hélder Silva, Presidente da Câmara de Mafra e Presidente dos Autarcas Social Democratas, intervenção que dividiu em três tópicos, dinamismo, superação e esperança, naquilo que intitulou “um convicto exercício de prestação de contas” neste ano que encerra a legislatura autárquica.

Elencou então, numa longa enumeração, as iniciativas que o seu executivo levou a cabo neste mandato referindo-se, nomeadamente, à criação dos SMAS e à remunicipalização da água, à construção do espaço intermodal da Venda do Pinheiro, à consolidação das arribas da costa do concelho, a requalificação do Largo da Feira da Malveira, a ampliação e reabilitação de escolas, a construção da unidade de saúde de Mafra e o apoio prestado às entidades sanitárias no quadro da pandemia e finalmente, o investimento na cultura, com expoente máximo na reabilitação dos carrilhões do Palácio Nacional de Mafra, no reconhecimento do Monumento de Mafra como Património Mundial da UNESCO e nos planos de instalação do Museu Nacional da Música no concelho de Mafra.

Perspetivando o futuro, Hélder Silva dissertou acerca do Plano Municipal de Recuperação e Resiliência, ou seja, da forma como o executivo planeia utilizar os fundos da “bazuca” europeia, plano que já foi alvo de uma exaustiva apresentação na Assembleia Municipal.

A cerimónia concluiu-se com a tradicional entrega condecorações a instituições e a cidadãos do concelho, que na perspetiva do município merecem distinção.

Medalha de Honra da Vila de Mafra – Profissionais da saúde que estão na primeira linha do combate à covid 19, na pessoa da Delegada de Saúde do concelho de Mafra, Diana Martins Correia.
Medalha de Honra da Vila de Mafra – Às três corporações de bombeiros do concelho de Mafra.
Medalha de Mérito Municipal Grau Ouro – Adélia Antunes, Administradora e Vice-presidente do Conselho da administração do banco Caixa Agrícola de Mafra.
Medalha de Mérito Municipal Grau Ouro – Joaquim Sardinha, ex-vice-presidente da Câmara Municipal de Mafra e atual vice-presidente da CCDR de Lisboa e Vale do Tejo.

 

 

 

 

 

 

 

Leia também