Torres Vedras | Centro de Artes do Carnaval nomeado para prémio de arquitetura europeu Mies van der Rohe

A Comissão Europeia e a Fundação Mies van der Rohe anunciam, no início desta semana, a primeira lista de 449 obras (concluídas entre outubro de 2018 e outubro de 2020) nomeadas para o 2022 European Union Prize for Contemporary Architecture – Prémio Mies van der Rohe.

São 449 obras de 279 cidades em 41 países, e entre elas encontram-se 21 obras portuguesas (duas fora de Portugal). Entre as nascionais encontra-se o Centro de Artes do Carnaval, em Torres Vedras, de José Neves.

O Centro de Artes e Criatividade localiza-se na encosta de São Vicente, a norte do rio Sizandro (antigo Matadouro) e representa um investimento de 3.507.360,00 €, financiado em 85% pela União Europeia.

A sua inauguração estava prevista para 12 de fevereiro, mas a atual situação epidemiológica do país levou ao seu adiamento para o próximo dia 25 de abril.

Portugal é o 5.º país com mais nomeações (19 em Portugal + 2 lá fora), tendo à sua frente, Espanha (31+3), França (29+5), Alemanha (25+1) e Bélgica (21).

A lista das 21 obras portuguesas nomeadas é a seguinte:

  • Pavilion House (Guimaraes) de Andreia Garcia Architectural Affairs + Diogo Aguiar Studio
  • Castilho 203 (Lisboa) de ARX Portugal Arquitectos
  • Reabilitação de 3 casas na Rua do Almada (Porto de figueiredo+pena arquitectos
  • Wine Tourism Building, Quinta da Aveleda (Penafiel) de Diogo Aguiar Studio
  • Six Houses and a Garden (Porto) de FALA
  • Dodged House (Lisboa) de BUREAU; Leopold Banchini Architects (Projeto de assinatura estrangeira)
  • Casa no Castanheiro (Valeflor) de João Mendes Ribeiro Arquitecto Lda
  • Tipografia do Conto (Porto) de Pedra Líquida
  • Portas do Mar – espaço público e parque de estacionamento (Lisboa) de Carrilho da Graça, arquitectos
  • Frente de Mar da Horta (Açores) de extrastudio; Oficina dos jardins; SPI
  • Casa São Roque – Art Center (Porto) de João Mendes Ribeiro Arquitecto Lda
  • Reabilitação de fábrica, Edifício de Habitação Ribeira 11 (Lisboa) de Ricardo Carvalho Arquitectos & Associados
  • Casa na Costa do Castelo (Lisboa) de Bak Gordon Arquitectos
  • Casa Atelier (Lisboa) de Inês Lobo Arquitectos Lda
  • Casa Triangular (Lisboa) de Studio_LPP
  • Casa em Monsaraz (Reguengos de Monsaraz) de Aires Mateus e Associados
  • Centro de Artes do Carnaval (Torres Vedras) de José Neves, Gabinete de Arquitectura, Lda
  • Bairro Social de São João de Deus (Porto) de Brandão Costa Arquitectos, lda
  • Palácio Marquês de Abrantes (Lisboa) de Trabalhar com os 99%, CRL (Working with the 99%, coop); ateliermob
  • Complesso Residenziale a Gallarate (Itália) de Álvaro Siza 2 – Arquitecto, SA; COR arquitectos
  • Émergence (França) de Aires Mateus e Associados; Atelier Architecture Vincent Parreira -AAVP

A nomeação foi da responsabilidade de especialistas distribuídos um pouco por toda a Europa, de diversas associações nacionais de arquitetura e do Comité Consultivo do Prémio.

 

   

Leia também