Torres Vedras e Sintra | Detenção de dois presumíveis autores de incêndios florestais

A Polícia Judiciária (PJ) identificou, localizou e deteve dois homens por fortes indícios da prática de crimes de incêndio florestal.

As duas ocorrências são distintas e sem ligação entre si ou entre os respetivos autores individuais.

  • Uma das situações ocorreu no passado domingo, 11 de outubro, num terreno agrícola e de mato rasteiro, na zona de Santa Cruz, em Torres Vedras.
  • A outra situação ocorreu no dia 8 de outubro na zona de Pêro Pinheiro, em Sintra, também ele num terreno agrícola e de mato rasteiro

De acordo com a PJ, em ambos os incêndios “o perigo de propagação foi elevado, tendo colocado em risco as habitações que se situam nos locais onde os mesmos ocorreram, só não se tendo verificado maiores danos e prejuízos em virtude de terem sido precocemente detetados e eficazmente combatidos pelos respetivos bombeiros locais”.

A investigação permitiu apurar que os agora detidos, com 50 e 52 anos, são ambos “temidos pelos próprios familiares e vizinhos por demonstrarem constantes comportamentos agressivos e antissociais, existindo referências à eventual autoria de outros fogos postos pelos mesmos”.

Os detidos foram presentes a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Leia também

Deixe um comentário