Aniversário do Jornal de Mafra | 6 anos, 6 recriações históricas [Imagens]

O Jornal de Mafra completou na 3ª feira o seu 6º Aniversário, 6 anos de notícias, 6 anos a fazer diferente, a inovar e a exercer aquele quinhão de cidadania que faz da imprensa uma pedra basilar das sociedades democráticas.

Numa semana especial para quem diariamente faz este jornal, publicaremos em 6 dias, 6 artigos que representam os nossos 6 anos de labuta diária a cobrir eventos que vão da política ao desporto, dos espetáculos musicais aos grandes eventos, do teatro às artes plásticas.

Hoje destacamos a realização pelo concelho de Mafra, de 6 recriações históricas de nível Nacional e Internacional.

 

  • Siga-nos nas redes sociais
Em outubro de 2016, por ocasião do Aniversário de Sua Alteza Real, o Real Edifício de Mafra abriu as suas portas ao povo, já a noite ia alta.
Tratou-se de uma visita noturna aos aposentos reais, onde figurantes vestidos à época deram corpo a uma recriação da animação das noites de festa da corte, levando milhares de visitantes a recuar no tempo.

Em junho de 2017, mais de 100 figurantes voluntários deram vida à recriação “Um dia na construção” do Real Edifício de Mafra.
Na recriação, que decorreu num espaço habitualmente vedado ao público, foi possível assistir a cenas relacionadas com a vida do século XVIII e com a corte de D. João V.

Em junho de 2018, a nobreza realizou um Picnic Galante no Jardim do Cerco.
A recriação de um Picnic Galante do Séc. XVIII contou com momentos de dança, jogos de época e claro, com o saboroso merendar da nobreza.

Em setembro de 2018, o Museu Arqueológico de S. Miguel de Odrinhas, em Sintra, foi palco do Festival Romano “In Vino Veritas“.
Junto às ruínas romanas recriou-se um mercado com artesãos e mercadores, onde se pôde assistir a demonstrações de artes e ofícios, escultura, tecelagem, carpintaria e olaria, onde as tabernas não foram esquecidas e onde o leitão assado no espeto, o pão, a cerveja e o vinho foram os reis.
Varias recriações do quotidiano romano, momentos de música, jogos tradicionais e uma visita guiada ao museu, completaram o programa do dia.

“O Recreio da Corte” foi a recriação de época, que em julho de 2019 levou até ao Jardim do Cerco, pintores, esgrimistas, encontros de negócios, jogos de mesa, música e dança.

O mercado oitocentista, inserido Festival Novas Invasões, invadiu o centro da cidade de Torres Vedras com teatro, dança, música e performances.
O Festival teve lugar no Largo de São Pedro e espalhou-se pelo Chafariz dos Canos, Praça do Município, Igreja de Santiago, Praça Machado Santos, Praça Dr. Alberto Manuel Avelino, pelo Castelo e pelo Forte de São Vicente.

Leia também

Deixe um comentário