Área Metropolitana de Lisboa (Mafra e Sintra) deverá manter-se em estado de contingência

Deverá manter-se até finais de agosto, o estado de contingência que tem vigorado na Área Metropolitana de Lisboa, a qual inclui Mafra.

A região da capital tem-se distinguido pela negativa, no que à pandemia diz respeito, razão pela qual, enquanto o resto do país passou para um grau mais leve, o estado de alerta, nele se vendo manter até finais de agosto, na Área Metropolitana de Lisboa têm-se mantido o estado de contingência e não há sinais de que isso venha a mudar até ao final do mês.

Assim, as medidas em vigor na Área Metropolitana de Lisboa, Mafra e Sintra incluídas, deverão manter-se: estabelecimentos comerciais encerram às 20h00 (exceto restaurantes, estabelecimentos desportivos e farmácias), os supermercados encerram às 22h00, mantendo-se a proibição de beber na via pública e os ajuntamentos com mais de 10 pessoas.

As medidas relativas a restaurantes e a bares deverão manter-se: acesso a restaurantes até à meia noite, com encerramento à 1 da manhã, com os bares a poderem funcionar como cafés ou pastelarias, sem discotecas ativas.

O jornal “Público”, na sua edição de hoje afirma, no entanto, que “na AML, deverá depender dos presidentes de câmara a autorização para cafés e pastelarias estarem abertos até à meia-noite”, embora fique a ideia de que isto não se aplicará à Área Metropolitana de Lisboa, onde Mafra e Sintra se integram, veremos o que sai efetivamente da reunião do executivo.

Leia também