IPMA prevê persistência de tempo quente até dia 17 de julho

PUB

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P, (IPMA) emitiu ontem, ao final da tarde, um comunicado sobre a previsão de continuação do tempo quente ao longo desta semana.

O comunicado refere que:

Um anticiclone localizado a nordeste dos Açores, que se estende em crista até ao Golfo da Biscaia, em conjunto com um vale depressionário desde o norte de África até à Península Ibérica, origina o transporte de uma massa de ar quente do norte de África a qual será responsável pela persistência de valores elevados de temperatura ao longo da próxima semana.

Prevê-se assim a continuação de tempo quente, com uma descida temporária de temperatura no dia 12, menos significativa em Trás-os-Montes e Vale do Tejo, e uma nova subida gradual a partir de dia 13, segunda-feira. O período de tempo quente deverá durar, pelo menos, de 12 a 17 de julho.

Durante esta próxima semana a temperatura máxima deverá variar entre 30 e 35°C no litoral, devendo atingir valores entre 35 a 40°C nas regiões do interior. Também a temperatura mínima apresenta tendência para uma subida gradual, com valores que deverão ser superiores a 20°C em grande parte do território continental, em especial no interior e no sotavento algarvio, e que são classificadas como noites tropicais.

Os valores de temperatura estão acima do habitual para a época do ano e esta persistência poderá levar a uma situação de onda de calor em diversos locais do país, em especial no interior.

Os valores previstos para a temperatura máxima justificam o prolongamento do aviso de tempo quente até, pelo menos, dia 17 de julho, recomendando-se que sigam as atualizações da situação ao longo da próxima semana.

Previsão elaborada a 10 de julho de 2020.

O comunicado é válido até 2020-07-17 23:59:00.


O Jornal de Mafra e a DGS Aconselham

É importante que sejam utilizadas as seguintes boas práticas para uma ida à praia em segurança:

· Antes da praia: verificar a afluência às praias próximas, consultando a app InfoPraia, preferindo as que estão com um nível de ocupação mais baixo, assinaladas a verde, bem como praias vigiadas e com controlo da qualidade;

· Quando se verificar um nível elevado de ocupação não arriscar deslocação, pois pode ser difícil manter a distância de segurança;

· Nos acessos à praia: usar calçado, circular sempre pela direita e seguindo as indicações que possam existir no chão e mantendo a distância de 1,5 metros dos outros utentes que não pertençam ao mesmo grupo;

 

· Na praia: preservar a distância de segurança de 1,5 metros aos outros utentes, na praia, à beira-mar e no banho;

 

· Na praia: é proibida a prática de desportos de grupo (jogar à bola, raquetes, vólei, …).

 

· No bar da praia, instalações sanitárias: usar calçado, desinfetar as mãos e manter a distância de segurança;

· Na saída da praia: não deixar resíduos nem beatas na praia devendo ser acondicionados e colocados nos contentores respetivos (máscaras e luvas são sempre depositados nos contentores de lixos indiferenciados).

 

 

Seja um agente de saúde pública.

Mantenha-se protegido
Cuide de si, cuide de todos!


Leia também