Torres Vedras | Inauguração das ciclovias urbanas da Cidade e homenagem a 10 personalidades do ciclismo

Torres Vedras têm uma longa tradição associada ao ciclismo, tendo sido inaugurada esta manhã a rede de ciclovias urbanas da cidade.

Estas ciclovias homenageiam 10 personalidades de Torres Vedras ligadas ao ciclismo, são elas António Valentim dos Santos (“racha pevides”), Francisco Inácio, Francisco Miranda, Hernâni Broco, Joaquim Agostinho, Leonel Miranda, João Roque, Jorge Silva, Joaquim Bonabal e a João Pedro Plainas.

A rede de ciclovias hoje inaugurada tem uma extensão de cerca de 12 Km, ligando vários pontos da cidade, tendo sido especialmente pensadas para servir viagens casa-trabalho ou casa-escola.

A cerimónia decorreu junto ao monumento de Joaquim Agostinho, tendo contado com a presença do Secretário de estado da juventude e desporto, do presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo e do Presidente da câmara de Torres Vedras, entre outras entidades.

Hoje é para mim um dia particularmente feliz e é um dia simbólico  [Carlos Bernardes]

Ao longo dos cerca de 12 km desta rede ciclável com várias tipologias – espaços dedicados e espaços partilhados – existem 20 bikestations e o público que poderá beneficial deste novo equipamento poderá contar desde logo, com os 844 utilizadores das “agostinhas”. Carlos Bernardes revelou que, apesar do momento que estamos a atravessar, se registou um aumento de cerca de 25% de pessoas a utilizar a bicicleta na Cidade de Torres Vedras.

“Esta rede de ciclovias urbanas que hoje aqui estamos a celebrar e no fundo a inaugurar é também uma ajuda para que efetivamente Portugal possa ver aumentado o seu índice de prática desportiva, de atividade física e no fundo estarmos a trabalhar em conjunto para um objetivo que tenho a certeza absoluta contribuirá para um país no fundo mais desenvolvido.(…) “fazê-lo através da bicicleta é um sinal claro de que o pais aposta em meios de transporte, da chamada mobilidade suave, que está na tendência internacional.” referiu o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto. Acrescentando ainda que nas Nações Unidas alguém disse que “a bicicleta é indiscutivelmente o meio de transporte que mais contribui para a sustentabilidade (…) Torres Vedras esta aqui mais uma vez a dizer que está à altura dos tempos que vivemos e está na vanguarda do que é a promoção desta mobilidade ativa (…)”.

A construção desta rede representa um investimento de 562 255,76 €, tendo contado com o apoio financeiro da União Europeia em 85%, sendo os restantes 15% suportados pela Câmara Municipal de Torres Vedras.

As artérias de Torres Vedras abrangidas pela sua rede de ciclovias são as seguintes: Avenida da Liberdade, Rua do Clube de Ténis, Rua António Leal d’Ascensão, Rua Vítor Cesário da Fonseca, Rua Maria Barreto Bastos, Rua Campo da Várzea, Rua Luís Augusto Albino, Rua Raimundo Porta, Rua São Gonçalo de Lagos, Rua António Batalha Reis, Rua Santos Bernardes, Rua Dr. Ricardo Belo, Rua dos Bombeiros Voluntários, Rua António Augusto Cabral, Rua Dr. Mário Sousa Dias, Praça Dr. Francisco Sá Carneiro, Rua Venerando Matos e Rua Ana Maria Bastos.

 

[Imagem:Carlos Bernardes FB]

Leia também