Desconfinamento | Portugueses com receio de ir comer fora, ir ao ginásio e de usar transportes públicos

Neste estudo que envolveu 1 000 portugueses foi possível apurar alguns indícios de que o desconfinamento irá ser gradual e feito com um receio moderado.

A maioria dos inquiridos revelou receio de voltar a frequentar cafés, restaurantes e bares, de usar transportes públicos e afirma que só daqui a um ou dois meses se sentirão prontos para voltar à normalidade.

Regresso a restaurantes e cafés, só daqui a um mês. Numa escala de 0 (pouco receio) a 10 (muito receio), os portugueses atribuem um valor de 7 à ida a bares e discotecas e 6 à ida a restaurantes e bares

Inscrições canceladas em ginásios, sendo o regresso feito com receio (8 em 10). aqueles que admitem retomar estas atividades, referem que irão fazê-lo com menos frequência e com maior cuidado na seleção do seu ginásio.

O transporte próprio irá ser mais utilizado, uma vez que o uso de autocarro,o metro ou o comboio causam ainda algum receio. A maioria refere que só pretende voltar a utilizar os transportes públicos daqui a mais de dois meses.

O receio do convívio com amigos e família é moderado (5), verificando-se uma tendência para diminuir o número de pessoas com quem se pretende conviver.

Estudo conjunto da Multidados – The Research Agency e da Guess What, que teve lugar a 20 e 23 de maio, 1 000 portugueses foram inquiridos, organizados a partir de uma uma base de dados de utilizadores registados na plataforma da multidados.com, respondendo por via telefónica e online

Leia também