Foram detidas 433 pessoas durante os 45 dias do estado de emergência

O estado de emergência vigorou em Portugal entre 19 de março e 02 de maio e segundo anunciou o ministro da Administração Interna foram detidas 433 pessoas por violação do confinamento obrigatório, resistência, agressão a polícias e violação das regras sobre a abertura de estabelecimentos.

Eduardo Cabrita referiu, hoje durante a comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, que os portugueses “compreenderam a aplicação das medidas” estabelecidas durante o estado de emergência e que o facto de terem sido efetuadas menos de 10 detenções por dia “dá-nos a dimensão exatamente quase irrisória daquilo que foi e grande vitória da sociedade portuguesa”.

O país encontra-se desde as 00h00 de domingo, 03 de maio, em situação de calamidade e o ministro afirmou que a estrutura de monitorização vai continuar a funcionar, tal como aconteceu durante o estado de emergência.

   

Leia também