Mafra | As 6 escolas do Agrupamento Prof. Armando de Lucena são Escolas Azuis

O Agrupamento de Escolas Prof. Armando de Lucena (AEPAL) viu no passado dia 27 de abril, as seis escolas do agrupamento validadas como Escolas Azuis. A seis escolas da AEPAL fazem agora parte das 200 Escolas Azuis que existem no nosso País.

A candidatura do AEPAL foi analisada pela Coordenação Nacional da Escola Azul e pela Coordenação Científica e Pedagógica (EMEPC), tendo cumprido todos os requisitos Escola Azul. O agrupamento vai agora trabalhar o projeto “Uma Geração (Pro)Ativa”.

A AEPAL refere que recebeu este galardão “graças ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido e ao projeto europeu em que estamos envolvidos, a iniciar-se no próximo ano letivo 2020/2021, em parceria com a Universidade do Porto, e que passará pela formação dos docentes e por um trabalho com os nossos alunos, cientificamente acompanhado por investigadores de renome internacional”.

O Agrupamento de Escolas Professor Armando de Lucena, que tem levado a cabo, nos diversos estabelecimentos, muitas iniciativas de caráter ambiental, como a recolha de lixo marítimo, campanhas de sensibilização ambiental, produção de materiais de apoio à prática pedagógica, e muitas outras, a convite da Faculdade de Letras da Universidade do Porto assinou um protocolo de parceria no âmbito de projeto europeu OrCA (Observar, recolher, Compreender e Agir no combate ao plástico nos Oceanos), projeto que terá inicio no próximo ano letivo 2020/2021 e que se dirige aos alunos do 3.º ciclo do Ensino Básico.

A Escola Azul é um programa educativo do Ministério do Mar, que tem como missão promover a Literacia do Oceano em Portugal. Este programa nacional distingue e orienta as escolas portuguesas que trabalham no âmbito da Literacia do Oceano. Uma Escola Azul envolve ativamente a comunidade escolar na compreensão da influência do oceano em nós e da nossa influência no oceano, integrando a comunidade local nas suas ações e interagindo com os parceiros da rede Escola Azul.

Literacia do Oceano vai para lá do conhecimento. É também comunicar, agir e decidir. É compreender que temos responsabilidades individuais e coletivas para com o Oceano.” [Escola Azul]

 

[Imagem. AEPAL]

 

   

Leia também