Assinala-se hoje o Dia Mundial do Livro e o Dia do Direito de Autor

O dia Mundial do Livro foi instituído pela UNESCO em 1995 e celebrou-se pela primeira vez em 1996.

A data escolhida, 23 de abril, deve-se à importância que este dia tem para a literatura mundial. Neste dia nasceu Vladimir Nabokov (1899), faleceu Miguel de Cervantes (1616) e William Shakespeare nasceu e morreu a 23 de abril.

O Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor pretende chamar a atenção para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento da literacia e para o desenvolvimento económico.

O Ministério da Cultura divulgou hoje o lançamento de “um programa coordenado pela Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), no valor global de 400 mil euros, para aquisição de livros, a preço de venda ao público, dos catálogos das editoras e livrarias, até um máximo de 5 mil euros por editora e livraria. Os livros adquiridos através desta medida serão posteriormente distribuídos, em articulação com o Instituto Camões (Ministério dos Negócios Estrangeiros), pela Rede de Ensino de Português no Estrangeiro (Cátedras, Centros de Língua Portuguesa, Leitorados) e Rede de Centros Culturais“.

Neste dia, o JM deixa-lhe aqui 4 sugestões de leitura, 4 livros que representam a obra de 4 escritores que colaboram com o Jornal de Mafra.

“Só Duas Coisas Que, Entre Tantas, Me Afligiram” de Alice Vieira
“Fernão Não, Fernão Sim. Vamos dar a Volta ao Mundo” de Alexandre Honrado
“Travessia” de Licínia Quitério
“A Volta à Vida à Volta do Mundo” de Jorge C. Ferreira

 

   

Leia também