Covid-19 | 64 casos confirmados no concelho de Mafra

A Câmara de Mafra publicou esta manhã na sua página a atualização, ao dia de ontem, 10 de abril, dos ponto de situação de pandemia causada pelo Covid-19 no concelho de Mafra, assim como a divisão dos casos pelas freguesias.

Assim, o ponto de situação no concelho de Mafra é o seguinte:

  • Casos confirmados: 64 (+1 nas últimas 24h)
  • Casos suspeitos: 160 (-9 nas últimas 24h)
  • Contactos em vigilância: 125 (+2 nas últimas 24h)
  • Casos recuperados: 1 (0 nas últimas 24h)
  • nº de óbitos: 3 (0 nas últimas 24h)

Evolução dos casos confirmados

Os casos confirmados estão distribuídos pelas freguesias do seguinte modo:

  • Ericeira: 20
  • Mafra: 14
  • Milharado: 9
  • UF Venda do Pinheiro e Santo Estêvão das Galés: 9
  • UF Malveira e S. Miguel de Alcainça: 7
  • UF Azueira e Sobral da Abelheira: 2
  • Carvoeira: 1
  • Encarnação: 1
  • UF Enxara do Bispo, Gradil e Vila Franca do Rosário: 1

As freguesias de Ericeira e Azueira registaram hoje menos um caso cada, devido ao fato de se ter verificado que os doentes têm morada fiscal no concelho de Mafra, mas residem noutro concelho.

   

Leia também

One Thought to “Covid-19 | 64 casos confirmados no concelho de Mafra”

  1. Maria Gaspar

    Enquanto se vê nos outros países a desinfecção das ruas e a higiene ser uma preocupação, na aldeia onde vivo e que pertence ao Milharado, a Pòvoa da Galega, a falta de higiene é preocupante.
    As pessoas deitam para a rua embalagens vazias com palhinha de sucção, máscaras de protecção usadas, lenços de papel usados, além das fezes dos cães nos passeios e na estrada que ninguém limpam, apesar da proibição, o que nos faz chegar a casa com os sapatos atascados, especialmente à noite. para além de ratazanas na valeta ou esmagadas pelos carros até desaparecerem pela mesma via, por falta de higiene local e se não é pior é porque alguns moradores lavam os seus passeios e limpam-nos, mas isso é uma obrigação do município e não dos moradores e esta falta de higiene torna-se ainda mais preocupante nesta altura.

Comments are closed.