Comemorações do 25 de abril em estado de emergência

A União Sindical de Torres Vedras, Cadaval, Lourinhã, Mafra e Sobral de Monte Agraço em comunicado enviado às redações, associa-se a várias organizações, nomeadamente, à Associação 25 de Abril, Precários Inflexíveis, Associação Portuguesa de Deficientes, Bloco de Esquerda, Comissão da Juventude da UGT, Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses, Conselho Nacional da Juventude, Juventude Socialista, Partido Comunista Português, Partido Ecologista “Os Verdes”, Partido Socialista e União Geral dos Trabalhadores, entre outros, num apelo à comemoração do 25 de abril em tempo de pandemia e de estado de emergência.

Fazemos esta evocação num momento de enorme crise, de guerra global com um inimigo invisível e traiçoeiro. Guerra sem quartel, os portugueses têm tido, de uma maneira geral, um comportamento solidário e unido que, estamos convictos, é resultado direto, acima de tudo, das transformações que coletivamente na nossa sociedade, renovada com o 25 de abril

Mais adiante, o comunicado deixa um apelo, no sentido de adaptar, este ano, as comemorações à situação de pandemia que colocou o país em estado de emergência.

No sentido de homenagear o 25 de Abril e, nesta grave crise que atravessamos, todas e todos os que estão a garantir o funcionamento do País – neles incluindo todos sem excepção, do mais alto dirigente ao mais simples trabalhador – e dado não ser possível realizar manifestações de rua, apela-mos:

— Aos órgãos de comunicação social Rádios e Televisões que, às 15.00 horas do dia 25 de Abril, transmitam a “Grândola, Vila Morena”, seguida do Hino Nacional.
— A todas as cidadãs e a todos os cidadãos, onde quer que estejam, às mesmas 15.00 horas, suspendam os trabalhos (com exceção dos que o não possam fazer, nomeadamente os que estejam a prestar serviços de saúde) e cantem a “Grândola, Vila Morena” e o Hino Nacional.
— Às e aos que estiverem em casa, provavelmente a maioria, que venham às janelas ou às varandas e cantem a “Grândola, Vila Morena” e o Hino Nacional.

   

Leia também