AECI de Ricardo Batalha faz mais um contrato milionário com a Câmara de Mafra

Em plena crise pandémica, a empresa do Milharado, AECI, Arquitectura, Construção e Empreendimentos Imobiliários, S.A., propriedade de Ricardo Batalha e família ganhou mais um contrato milionário com a Câmara Municipal de Mafra.

A empreitada de Requalificação do Largo da Feira da Malveira e da Av. José Batista Antunes na Malveira, incluindo (desta vez) as infraestruturas no subsolo, um negócio a valer mais de 3 milhões e meio de euros (3.614.311,12 €) acaba de ser atribuída à AECI, uma empresa do Milharado que tem um invejável palmarés de negócios com o Município de Mafra.

A AECI sai, desta vez, vencedora de uma contenda concursal (comercial) com outras 6 empresas, sendo a única empresa do concelho que foi a este concurso público.

O contrato, celebrado a 2 de abril, tem um prazo de execução de 450 dias, e desta vez, os critérios de adjudicação não se restringiram à base aritmética do preço mais baixo. Desta vez, segundo consta no aviso de abertura do concurso, a relação qualidade/preço foi decidida a 50%, como se entende, um fator mais subjetivo, mais lato e maleável do que o preço (como aconteceu recentemente com o concurso da recolha do lixo).

O contrato foi assinado pelo Presidente da Câmara Municipal e simultaneamente Presidente do Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados de Mafra, Hélder António Guerra de Sousa Silva e por Noémia Carreira Fernandes Batalha em nome da AECI, Arquitectura, Construção e Empreendimentos Imobiliários, S.A. e como gestor do contrato foi nomeado João Tavares, engenheiro e técnico da Divisão de Obras da Câmara Municipal de Mafra. Este contrato terá ainda de passar pelo crivo do Tribunal de Contas.

A AECI, por concurso público, por consulta prévia ou por ajuste direto, entre julho de 2009 e abril de 2020, já celebrou 61 contratos com a Câmara de Mafra ou com as suas empresas municipais, no valor global de 56.513.095,85 € (mais de 56 milhões e meio de euros. Durante anos, os sócios da AECI mantiveram outras duas empresas dedicadas à construção civil (Ribeirol e Sancovia) que concorreram e beneficiaram de adjudicações com a Câmara de Mafra [mais informação aqui], tendo entretanto fundido as 3 empresas numa só, a atual AECI, Arquitectura, Construção e Empreendimentos Imobiliários, S.A..

 

Artigo atualizado a 7 de abril às 15:01

 

[Imagem de capa do arquivo JM]

 

   

Leia também

2 Thoughts to “AECI de Ricardo Batalha faz mais um contrato milionário com a Câmara de Mafra”

  1. Sara Soares

    Este artigo tem algum propósito ? Conclusões ? Ou serve apenas para gerar confusões e mal entendidos ? Espera se mais do jornalismo!

  2. Nuno Carriço

    Artigo leviano que usa um meio de informação para levantar suspeitas. O autor deste artigo deve também ser resiliente, trabalhador, cumpridor para ter sucesso senão terá apenas dor de cotovelo.

Comments are closed.