COVID-19 | Doentes idosos, idades pediátricas e adultos jovens

Às 24 horas de ontem, 4 de abril, do total de casos confirmados com infeção pela covid-19 (11 278)  eram 276  os doentes internados nos cuidados intensivos, sendo sobretudo idosos.

Segundo Graça Freitas, diretora Geral da Saúde, os internamentos nos Cuidados Intensivos acompanham “mais ou menos a distribuição etária dos óbitos. E, portanto, quanto mais velha, mais morbilidades, mais complexa é a doença, mais grave e, portanto, mais internamento em intensivos”.

Já nas idades pediátricas a situação tem evoluído muito bem. Ainda segundo Graça Freitas, a DGS tem centrado muito a sua atenção nestas idades, referindo que estão a ser “acompanhadas com atenção todos os dias e felizmente as notícias são de fato muito boas”, acrescentando que “as crianças que são internadas, mesmo as que entram com um quadro clínico grave e complexo, têm tido uma capacidade enorme de recuperação, a maior parte está já no seu domicílio e muitas já foram dadas como curadas”.

Já  no que se refere aos adultos jovens “a sua ida para unidades de Cuidados Intensivos tem sido sobretudo determinada pela sua condição de base, a sua condição clínica, portanto doentes com uma morbilidade basal muito grave”.

   

Leia também