Surfista Henrique Pyrrait diz-se “farto” da Ribeira D’Ilhas dos dias de hoje

Henrique Pyrrait é um surfista da Ericeira que compete, entre outras provas, no circuito QS da World Surf League e na Liga Meo e que utilizou ontem as redes sociais para dar conta do que pensa e sente acerca do atual estado de Ribeira D’Ilhas mo que se refere à prática do surf

“(…) tou farto! Farto que não saibam dizer chega! (…)” em relação aquilo em que se tornou Ribeira D’Ilhas

Ribeira D’Ilhas é um anfiteatro natural de surf considerado como um dos berços do Surf Português, uma vez que na década de 80 ali se realizou um evento internacional de surf, evento que acabaria por ser o ponto de partida para a atual notoriedade do Surf em Portugal.

Considerada uma das melhores praias da Europa para a prática de surf e bodyboard, Ribeira D’Ilhas é palco de várias competições nacionais e internacionais, entre elas uma etapa do campeonato mundial de surf (WQS).

O desabafo que o surfista deixou ontem nas suas redes sociais traduz-se desta forma:

Ali ao fundo, na famosa praia de Ribeira D’Ilhas, onde em dias/meses/anos me sentia bem, feliz e realizado!
Hoje tive 15/20 minutos só para entrar no parque de estacionamento. Numa praia que é de surf e de surfistas, hoje em dia de nada tem, a não ser a fama! Porque a verdade é que para quem a frequenta diariamente, e para quem a vive como eu vivo (ou vivia), hoje em dia é horrível! A começar no bar, e a acabar nas pessoas que a frequentam!
Hoje é domingo e quem me conhece bem, sabe o quanto odeio este dia! Porque um domingo em Ribeira D’Ilhas é HORRÍVEL! Caótico para estacionar, 30 minutos para pedir um gelado, bimbos e betos que olham para ti como se nós surfistas tivéssemos errados! Nada me deixa mais triste do que ver o lugar onde cresci, completamente descaraterizado da sua realidade!
Ericeira está na moda, por ser um lugar bonito, calmo, relaxante e com altas ondas! Hoje em dia as pessoas que cá vêm e que procuram a Ericeira, querem transformá-la no sítio de onde vieram, um sítio cheio de transido, stressante e querem começar a construir onde era verde e existiam árvores!
Eu na verdade tou farto! Farto que não saibam dizer CHEGA!
Por vezes acredito que tudo isto é apenas um pesadelo e um dia vou acordar, e ribeira vai voltar a ser do surf e não de betos, bimbos e oportunistas!
RIP RIBEIRA D’ILHAS
OLÁ RIBEIRA DAS ILHAS

Desde a polémica requalificação da praia de Ribeira d’Ilhas, que se iniciou no último trimestre de 2011, ainda com Ministro dos Santos ao leme do concelho e terminou já no 2º semestre de 2013 com Hélder Silva, que têm surgido queixas, vindas quer de praticantes da modalidade, quer de locais, e mesmo do antigo concessionário, que tem mantido um diferendo com a autarquia.

A fama alcançada através do surf, e a promoção da Ericeira enquanto destino turístico, não só de surf, como de férias, levou a que em alguns dias de sol, seja quase impossível estacionar ou até mesmo circular, não só em Ribeira D’Ilhas, mas em toda a zona costeira do concelho de Mafra. A pressão imobiliária é fortíssima, havendo mesmo relatos de que haveria figuras públicas locais a comprar terrenos e habitações perto do mar, seja na vila da Ericeira, seja perto de Ribeira D’Ilhas.

O desenvolvimento é bom, traz bem-estar às populações e enriquece as regiões, mas para que possa beneficiar todos, o desenvolvimento tem de ser planeado. Não é possível “meter o Rossio na Rua da Betesga”, como é costume dizer-se. Desenvolvimento sem planeamento, acaba sempre por só beneficiar alguns, exemplos disto é coisa que não falta.

Atualizado a 24 de fevereiro 2020 às 13:26

 

[Imagem: FB do surfista]

Artigos Relacionados

5 Thoughts to “Surfista Henrique Pyrrait diz-se “farto” da Ribeira D’Ilhas dos dias de hoje”

  1. Noemio

    Trata-se de um desabafo de um indivíduo egocêntrico, revelador de grande imaturidade, e que não consegue, por não ter aprendido quando e por quem devia, a tolerar a frustração. Os supostos ‘betos’ e ‘bimbos’ são pessoas, que como qualquer outra, e também como este indivíduo, têm direito a fruir de um espaço maravilhoso como é, de facto, a Ericeira e arredores…trazem desenvolvimento, melhores condições de vida aos locais que visitam. Naturalmente, haverá impacto…maior concorrência pelos bens ou espaços! Que desejaria este indivíduo? Que viessem, abrissem cordões à bolsa e deixassem as suas desejadas patacas à porta da vila, e que retornassem de imediato à sua proveniência! Quanta parolice e provincianismo!

  2. Paulo surfista desde 1992

    O problema não são os betos nem bimbos, o problema foi a industria do surf, o surf de competição e os chulos do surf. A massificação a força do surf.

  3. Fabio

    “as pessoas q a frequentam” . A frequência da praia é MT boa, pessoas q estão ali a conhecer o local e grande maioria respeita o local…a única frequência negativa são essas pessoas como esse garoto q se colocam como xerifes e reguladores de locais públicos e ofendem qualquer um por coisas mininas… entendo q seja difícil surfar em crowd mas a solução nunca será um depoimento egoísta igual a esse relatado

  4. Joao Simoes

    O menino queria uma praia só pra ele…. tambem odeio ir ao meu restaurante favorito e ter que estacionar em cascos de rolha e esperar meia hora pela minga vez…. é o preço que pagamos para ter acesso ao que é bom.

    1. Ricardo Branco

      Para quem tem a noção do que este “menino” diz, sabe, entende e concorda inteiramente com ele! E são esses betos e bimbos de que ele fala que muito contribuíram para o decadente estado e habiente que se encontra a Ribeira D’ilhas! Mas quem diz ribeira D’ilhas, diz praticamente Ericeira inteira! As pessoas estacionam os carros no parque de estacionamento do Continente Bom Dia, não para fazer compras, mas para ir passear na vila! Acho que este exemplo é bem patente do que se retrata! Não é só este “menino” que tem saudades da sua Ericeira, aquela onde ele cresceu… Nós todos também temos! Nós, quem reside aqui, porque os de fora pouco ou nada sabem… Não é meu caro?!

Comments are closed.