Confirmado o 1º caso de infeção por Coronavírus num cidadão Português

O primeiro caso de um português infetado com o novo Coronavírus (Covid-2019) foi ontem diagnosticado a bordo do cruzeiro japonês Diamond Princess, que se encontra há 15 dias em quarentena, no porto de Yokohama, no Japão.

O português, Adriano Maranhão é natural da Nazaré, tem 41 anos, é casado e tem 3 filhos menores e exerce funções como primeiro canalizador no navio, sendo um dos 8 cidadãos com passaporte português (cinco tripulantes e três passageiros) a bordo do Diamond Princess.

Apesar de se encontrar no navio desde 13 de dezembro, o português ainda não apresenta sintomas, sentindo apenas cansaço, no entanto, foi positivo o resultado dos exames de ontem às 14h00, tendo o português sido colocado em isolamento numa das cabines do navio.

Fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros confirmou hoje que autoridades de saúde japonesas já comunicaram a infeção do tripulante português, estando o ministério a insistir junto das autoridades locais para que Adriano Maranhão seja transferido para o hospital de referência no Japão.

Em declarações, por videoconferência, a alguns órgãos de comunicação social, o português referiu: “Sinto maior cansaço no corpo, mas não tenho os sintomas da doença. Não sei se sinto este cansaço no corpo devido ao stress da situação ou se devido ao vírus” e que “preferia ir para Portugal para estar de quarentena. Nem que fosse um mês, dois meses. Preferia estar num dos nossos hospitais“. O português lamenta ainda a falta de informação no interior do navio, dizendo que “toda a informação que recebo é a partir do exterior, da parte da embaixada“.

São cerca de 3 700 pessoas que se encontram de quarentena a bordo do cruzeiro, das quais 634 estão infetadas, tendo-se registado já duas mortes.
Desde o dia 20, que todos os passageiros e tripulantes do navio têm estado a fazer testes, e na 4ª feira, as autoridades japonesas iniciaram a operação de desembarque dos passageiros saudáveis.

Até ao momento, em Portugal, foram detetados 11 casos suspeitos, todos eles se tendo mostrado negativos.

Por outro lado, acabou se ser confirmada a suspensão do célebre Carnaval de Veneza, devido à ameaça de pandemia que o Coronavírus representa.

A nível mundial, segundo os últimos dados do ECDC, entre 31 de dezembro de 2019 e 23 de fevereiro de 2020, foram confirmados em laboratório 78 833 casos de COVID-19 e registaram-se 2 463 mortes.

Os países onde se registaram casos de infeção pelo novo Coronavírus são:

África : Egito (1).

Ásia : China (RPC) (76 955), Hong Kong (SAR) (70), Macau (SAR) (10), República da Coreia (602), Japão (132), Singapura (89), Tailândia (35), Taiwan (26), Malásia (22), República Islâmica do Irã (28), Vietnã (16), Emirados Árabes Unidos (13), Índia (3), Filipinas (3), Camboja (1), Nepal (1) ), Sri Lanka (1), Israel (1) e Líbano (1).

América : Estados Unidos (35) e Canadá (9).

Europa : Itália (79), Alemanha (16), França (12), Reino Unido (9), Espanha (2), Rússia (2), Bélgica (1), Finlândia (1) e Suécia (1).

Oceania : Austrália (22)

Outros : Casos com transporte internacional – cruzeiro Diamond Princess (Japão) (634).

As 2 463 mortes registaram-se na China (RPC) (2 443), Hong Kong (SAR) (2), República Islâmica do Irã (5), República da Coréia (5), Itália (2) , em transporte internacional (Japão) (2), Taiwan (1), Filipinas (1), Japão (1) e França (1).

Artigos Relacionados