Mafra || 1ª Edição da Powerman Portugal [Imagens]

Esta manhã, a vila de Mafra e os seus arredores – Paz, Murgeira, Codeçal, Sobral da Abelheira, Picanceira, Sobreiro, A-da-Perra e Salgados – parou para receber a 1ª edição do Powerman Portugal, uma prova de duatlo constituída por corrida, bicicleta, corrida.

Powerman realiza-se em países como Malásia, Dinamarca, Alemanha, Suíça, França, EUA, Brasil, Havai e agora em Portugal.

A prova teve duas distâncias, podendo as centenas de atletas que participaram escolher entre a prova de distância longa composta por Corrida 10km – Bicicleta 60km – Corrida 10km ou a prova de distância curta, constituída por Corrida 5km – Bicicleta 30km – Corrida 5km.

Segundo a start list provisória da organização, a prova contou com 214 participantes – 105 na distancia longa e 109 na curta – oriundos de 16 nacionalidades (entre elas Espanha, França, Japão, Austrália e Brasil).

Ambos os vencedores (masculino e feminino) da prova de distância curta eram Portugueses. Fábio Durão venceu a prova masculina e Cristina Abreu a prova feminina. O 2º classificado da prova masculina foi o atleta Marco Pinto de Torres Vedras.

Já na prova de distância longa, os vencedores foram Seppe Odeyn (Belga) e Nina Zoller (Suiça).

O ericeirense e embaixador da prova, José Estrangeiro, obteve a 3ª classificação do Powerman (distância longa).

Os pódios da prova principal, a Powerman (distância longa), ficaram assim constituídos:

Masculino:
1º Lugar: Seppe Odeyn (Bélgica)
2º Lugar: João Ferreira (Portugal)
3º lugar: José Estrangeiro (Portugal)

Feminina:
1º Lugar: Nina Zoller (Suíça)
2º Lugar: Sigrid Herndler (Áustria)
3º lugar: Ann Schoot Uiterkamp (Holanda)

 

A Câmara Municipal de Mafra (CMM) anunciou ter-se realizado em instalações suas, uma conferência de imprensa destinada a apresentar este evento organizado pela Federação Portuguesa de Triatlo em parceria com a CMM. Não sabemos que imprensa terá eventualmente estado presente, sabemos que o Jornal de Mafra não teve conhecimento desta conferência de imprensa, nem foi informado acerca do programa do evento, nem dos condicionamentos de trânsito e de circulação, que as autoridades civis e policiais decidiram por em prática na vila. 

Embora alheio aos muitos problemas de acesso à informação que caracterizam o concelho de Mafra, o Jornal de Mafra apresenta desculpas aos seus leitores, pelo facto de a informação que apresentamos neste artigo não ser tão atempada, nem tão extensiva quanto gostaríamos.

 

previous arrow
next arrow
Slider

Atualizado em 16-02-202o às 21:49

 

Artigos Relacionados