O filme “Fátima” parcialmente rodado na Tapada Nacional de Mafra estreia em abril

O filme “Fátima” rodado na Tapada Nacional de Mafra chega aos cinemas no próximo dia 30 de abril.

O filme foi todo rodado em Portugal, teve como cenários a Tapada Nacional de Mafra, Sesimbra, Cidadelhe (Pinhel) e Tomar. As filmagens na Tapada Nacional de Mafra decorreram em setembro de 2018.

Nesta produção italo-americana realizada por Marco Pontecorvo participaram 70 atores e 2 500 figurantes. O filme teve um orçamento na ordem do 11 milhões de euros.

Entre os atores americanos, brasileiros, espanhóis e portugueses, destaca-se Joaquim de Almeida, Lúcia Moniz, Sónia Braga – que interpretará a irmã Lúcia – tendo o papel dos pastorinhos sido entregue a três crianças espanholas, Stephanie Gilé (Lúcia), Alejandra Howardé (Jacinta) e Jorge Lamelasé (Francisco).

Recordamos ainda a polémica gerada em torno da rodagem deste filme na Tapada de Mafra, quando os sindicatos, pela voz de Catarina Simão, uma responsável do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas (STFPSSRA), “durante as filmagens de uma produção italo-americana, iniciadas em Setembro de 2018 e que se prolongaram até finais de Novembro”, de resto filmagens que o Jornal de Mafra acompanhou aquando de uma visita da então Secretária de Estado do Turismo (atualmente Ministra do Trabalho Solidariedade e Segurança Social e do então Secretário de Estado das Florestas), “circularam livremente cerca de 2500 figurantes, meio milhar de especialistas, 70 actores e cerca de 200 animais, incluindo um rebanho de ovelhas, em pleno ciclo da reprodução de veados e gamos”, sendo que, ainda segundo aquela dirigente sindical, no período em que ocorreram as filmagens terá desaparecido o espólio museológico do rei D. Carlos, então à guarda da Tapada Nacional de Mafra, desconhecendo-se o destino das peças, sendo que, ainda segundo a referida sindicalista, este caso “continua a ser investigado pela Polícia Judiciária”.

Sinopse: Fátima, um filme que relata o poder da fé…
Em 1917, Lúcia, uma pastora de apenas 10 anos, e os seus dois primos mais novos, Jacinta e Francisco, têm visões de Virgem Maria, que lhes surge com uma mensagem de paz.
As suas revelações inspiraram dezenas de milhares de fiéis que se deslocaram até Fátima, na esperança de testemunhar um milagre, mas não agradaram a Igreja e o Governo de Portugal, que tentaram forçá-los a recontar a sua história.
O que se viveu em Fátima mudou para sempre as suas vidas…

Artigos Relacionados

Leave a Comment