Sintra | 110 bispos críticos do Papa Francisco reuniram-se na Penha Longa

Segundo publica o jornal Observador, terá tido lugar em Sintra, uma reunião que juntou 110 bispos, de 42 países, reunião convocada pelo Instituto Acton para o Estudo da Religião e a Liberdade, uma organização católica norte-americana muito crítica em relação ao papa Francisco, presidida pelo padre norte-americano Robert Sirico.

O encontro ocorreu entre 22 e 25 de janeiro, no Penha Longa Resort, em Sintra e congregou bispos de todo o mundo, entre eles um português, mas com especial relevância para os oriundos da América Latina, embora também tenha contado com bispos dos Estados Unidos, Angola, Etiópia, Paquistão e Médio Oriente. Terão estado presentes 3 cardeais, mas só Berhaneyesus Souraphiel, arcebispo de Adis Abeba, terá sido identificado.

Segundo o jornal português online 7 Margens, que se dedica a temas de caráter religioso, “o cardeal-patriarca de Lisboa (o mesmo que virá a Mafra benzer os reabilitados carrilhões) terá sido convidado a passar no encontro. Mas, como estava a regressar de uma reunião de bispos lusófonos na Guiné-Bissau, essa sim tornada pública, Manuel Clemente apenas “enviou uma mensagem”, disse um dos participantes ao 7MARGENS. Mas o patriarcado desmente: o patriarca esteve no encontro do ano passado, mas então não fez qualquer intervenção e este ano não enviou nenhuma saudação, assegurou fonte oficial da diocese de Lisboa”.

Ainda segundo o mesmo jornal online, “o núncio apostólico (embaixador da Santa Sé) em Portugal, Ivo Scapolo, (o mesmo que virá a Mafra rezar uma missa por ocasião da reabilitados carrilhões) não esteve presente, mas encontrou-se com os bispos chilenos que participaram no encontro. Scapolo, que veio para Portugal depois de ter desempenhado no Chile um papel considerado por muitos, no mínimo, pouco claro em relação ao tema dos abusos sexuais, terá deixado saudades em alguns dos membros do episcopado chileno“.

Mafra aparece assim como um local onde terão encontrado “abrigo espiritual” vários dignitários da igreja católica conotados com a ala mais conservadora daquele credo religioso.

Para além dos dois já citados, Manuel Clemente (Patriarca de Lisboa) e Ivo Scapolo (núncio apostólico), recordamos a presença em Mafra, há uns anos, do cardeal norte-americano Burke, uma das vozes mais criticas da ICAR que se fazem ouvir contra o Papa Francisco, pontífice geralmente considerado como um reformador.

Mafra, onde tanto se fala de inovação, mostra mais uma vez o seu real pendor conservador.

 

Artigos Relacionados