Autoridades investigam se corpo encontrado na praia da Calada é do cantor “Zé do Pipo”

Nuno Batista, mais conhecido pelo seu nome artístico, Zé do Pipo, desapareceu em novembro de 2018, depois de ter saído de casa, na aldeia do Vau, em Óbidos, para ir ao banco e à farmácia. Horas depois a mulher tentou ligar-lhe, mas o telemóvel já se encontrava desligado. As buscaS iniciaram-se por Óbidos e alargaram-se depois a Peniche, local onde foram encontrados a viatura e os documentos.

As buscas pelo artista terminaram, sem se saber o que terá acontecido.

Em novembro de 2019, parte de um corpo humano foi encontrado, em avançado estado de decomposição, na praia da Calada, no concelho de Mafra. Nessa altura, as autoridades referiram que iriam cruzar os registos de pessoas dadas como desaparecidas, de modo a tentar identificar o corpo.

Hoje, segundo avançam alguns jornais de âmbito nacional, as autoridades resolveram recorrer a testes de ADN para verificar se o corpo encontrado na praia da Calada será do cantor Zé do Pipo.

Entretanto,  a Procuradoria-Geral da República  confirmou ao CM, ter sido “determinada a realização de um exame pericial para comparação do ADN recolhido ao cadáver encontrado” em novembro de 2019 na praia da Calada. E segundo a mesma fonte “foi também recolhido ADN dos familiares do artista”.

[Imagem: FB]


PubPUB

Artigos Relacionados