Roteiro de Viagem | São Tomé e Príncipe

Roteiro de Viagem: São Tomé e Príncipe

 

As ilhas de São Tomé e Príncipe estiveram desabitadas até ao século 15 (1470-1471) quando desembarcaram nelas os navegadores portugueses João de Santarém e Pêro Escobar.
São Tomé e Príncipe é um arquipélago com ilhas vulcânicas e de uma enorme beleza natural. Das suas ilhas destacam-se duas: São Tomé, a mais populosa onde está situada a capital com o mesmo nome, e Príncipe, considerada a mais próxima do continente.

Localização: Costa Ocidental Africana sobre a Linha do equador

Área total: 1.001 km²

Capital: São Tomé

Língua: O Português é a língua oficial

Habitantes: Cerca de 192.993 habitantes (2013)

Religião: Católica

Diferença horária: não existe diferença horária entre Portugal e São Tomé

Moeda: Dobra (STD) (1 € equivale a 24.500,00 STD)
Os cartões de crédito só são aceites em algumas unidades hoteleiras e pelo Banco Internacional de S. Tomé e Príncipe para efeitos de levantamento de numerário, mas o custo é elevado.

Corrente elétrica: 220 Volts

Clima: O clima é equatorial, com temperaturas médias anuais entre os 22º e 30º e um índice de humidade de 95%. As estações das chuvas decorrem de Fevereiro a Maio e de Outubro a Dezembro. A estação seca ocorre entre Junho e Setembro.

Geografia: Arquipélago composto por duas ilhas e uma dezena de ilhéus e rochedo. As ilhas de São Tomé (859 km²) e Príncipe (142km²) estão situadas no Oceano Atlântico, concretamente no Golfo da Guiné a aproximadamente 300 km da Costa Ocidental Africana sobre a linha imaginária de Equador. As duas ilhas e cerca de uma dezena de ilhéus e rochedos do Arquipélago estendem-se por 1001 km², formadas a partir de erupções vulcânicas sobre as plataformas submarinas.
O Arquipélago apresenta um cenário imponente e majestoso resultante da exuberante vegetação tropical que constitui a sua principal referência paisagística, encontrando-se por entre a imensidão do verde inúmeros vales, rios e riachos com cenários de rara beleza.

Segurança: As condições de segurança são razoáveis. Os índices de criminalidade em S.Tomé e Príncipe mostram-se relativamente baixos. Ainda assim, é aconselhável alguma prudência.

Saúde: As infra-estruturas hospitalares são limitadas e muitos medicamentos não existem.
As doenças diarreicas e as parasitoses intestinais são comuns. Para consumo é aconselhável beber água engarrafada.
Não há vacinas obrigatórias mas aconselha-se a toma da vacina para a tuberculose e da vacina contra a Hepatite B para longos períodos de permanência.
É recomendada a utilização de repelente, preferir roupas claras e dormir com mosquiteiro.
É aconselhável ter um seguro de viagem contratado no país de origem.

Cultura: Rica, reflecte a mescla que sempre caracterizou as ilhas desde os descobrimentos até os períodos mais recentes. Tradições africanas misturaram-se com europeias (portuguesas) originando uma cultura crioula.

Economia: Economia em fase de reestruturação, com crescimento à volta dos 5%, o Turismo e Agricultura representam os principais produtos de exportação. Nos últimos anos, novos incentivos foram criados para a promoção de zonas francas e outros serviços conexos. A economia são-tomense espera por investimentos estrangeiros.

Telemóveis: A rede telefónica interna e internacional funciona bem. Existem duas redes de operadores de telecomunicações (CST e Unitel)

Números telefónicos de emergência:
Hospital: 2221222
Bombeiros: 112
Polícia: 2222222

Para viajar para São Tomé e Príncipe é necessário:
 – Passaporte deverá exceder em pelo menos 12 meses a duração da entrada prevista.
– Visto: Os cidadãos da CPLP ( Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), da União Europeia, Estados Unidos da América e Canadá têm isenção de visto e podem permanecer em São Tomé e Príncipe por um “período não superior a 15 dias” sem vistos de entrada.
– Vacinas: Não há vacinas obrigatórias (A vacina contra a Febre Amarela deixou de ser obrigatória).
– Taxa aeroportuária de 20,00 € que é paga à saída de S. Tomé e Príncipe, no aeroporto internacional.
– Desde 15 de junho de 2016  que entrou em vigor uma taxa turística no valor de 75.000.00 Dobras (equivalente a cerca de 3.5€ por turista e por noite) a ser cobrada nas unidades hoteleiras, bem como agências de viagens de navios cruzeiros.

 

Património
Arquitectura religiosa
– Igreja de Nossa Senhora do Rosário (ilha do Príncipe)
– Sé Catedral (ilha de São Tomé)
– Igreja de Madre Deus (ilha de São Tomé)

Arquitectura militar
– Forte de Santo António (Ponta da Mina) (edificado depois de 1695 e reconstruído em 1809)
– Fortaleza de São Sebastião (que hoje alberga o Museu Nacional de São Tomé e Príncipe)(1566)(cidade de São Tomé)
– Forte de São Jerónimo (1613)
– Forte de São José (1756)

Edificações do século XX
– Cineteatro Marcelo da Veiga (cidade de São Tomé)
– Liceu Nacional (cidade de São Tomé)
– Arquivo Histórico (cidade de São Tomé)
– Mercado Municipal (cidade de São Tomé)
– Edifício da Companhia Santomense de Telecomunicações (cidade de São Tomé)
– Antigo Bairro Salazar, hoje 3 de Fevereiro (cidade de São Tomé)

Património de origem portuguesa
– Esculturas de Pêro Escobar, João de Santarém e João de Paiva reunidas em frente à Fortaleza de São Sebastião
– Monumentos a Vasco da Gama e o das Comemorações Henriquinas de 1960 situados na marginal da cidade de São Tomé
– Edificações do séc XIX e XX, designadas por “Roça” implantadas um pouco por todo o território. De cariz agrícola dispunham além das áreas habitacionais, de valências industriais, saúde, educação, produção e transformação agrícola e industrial.

Património científico
– Padrão do Equador no Ilhéu das Rolas (1936)

Artigos Relacionados