IPMA | Depressão ELSA – Efeitos da depressão em Portugal Continental

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu, hoje, o seguinte comunicado acerca dos efeitos da Depressão ELSA em Portugal Continental, uma vez que está previsto um agravamento das condições climatéricas a partir de amanhã.

A depressão não afetará diretamente Portugal Continental, mas a corrente zonal gerada entre a tempestade e o anticiclone dos Açores devem provocar um aumento da intensidade do vento em todo o continente (com rajadas que pode atingir os 80 km/h), agitação marítima e precipitação por vezes forte em algumas zonas.

O comunicado do IPMA é o seguinte:

Portugal continental não será afetado diretamente pela depressão ELSA, mas sim pela corrente zonal originada pelo gradiente de pressão entre a referida depressão e um anticiclone localizado a sul do arquipélago dos Açores. Assim, entre o dia 18 e a manhã de dia 20, prevê-se um aumento da intensidade do vento em todo o continente, com rajadas até 80 km/h no litoral das regiões Norte e Centro e até 110 km/h nas terras altas, um aumento da altura significativa das ondas junto à costa, com ondas predominantemente de oeste com 4 a 6 metros, e precipitação por vezes forte.
As zonas marítimas de responsabilidade nacional serão afetadas com vento forte e agitação marítima forte.

Este comunicado é válido entre 2019-12-16 16:01:00 e 2019-12-20 03:00:00.

   

Leia também