Sintra | Dia Internacional Contra a Corrupção assinalado na Escola Secundária Padre Alberto Neto

Sintra câmara municipal

Sintra
Dia Internacional Contra a Corrupção assinalado na Escola Secundária Padre Alberto Neto

 

Hoje, 9 de dezembro, quando se assinala o Dia Internacional Contra a Corrupção recebemos do gabinete de imprensa da Câmara Municipal de Sintra, a seguinte comunicação.

No dia em que se assinala o Dia Internacional Contra a Corrupção (9 de dezembro) o Conselho de Prevenção da Corrupção em colaboração com o Comité Olímpico de Portugal e o Agrupamento de Escolas Queluz-Belas organizou um debate na Escola Secundária Padre Alberto Neto, em Queluz.

O Conselho de Prevenção da Corrupção é uma entidade administrativa independente que funciona junto do Tribunal de Contas e tem como fim desenvolver, nos termos da lei, uma atividade de âmbito nacional no domínio da prevenção da corrupção e infrações conexas. O Conselho de Prevenção da Corrupção não é um órgão de investigação criminal, a qual compete a outros órgãos e instituições do Estado, em especial, ao Ministério Público.

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, salientou que a “igualdade e transparência são dois princípios muito importantes e a corrupção viola estes princípios, e esta é uma matéria muito importante. Para que estes dois princípios sejam respeitados, a necessidade de prevenção é fundamental”.

Basílio Horta relembrou que o município de Sintra conquistou o 6º lugar no “ranking” dos municípios mais bem classificados no Índice de Transparência Municipal, realizado pela Transparência e Integridade, Associação Cívica, e sublinhou que “vamos continuar este caminho de transparência, alcançámos este lugar e queremos continuar a melhorar.”

O presidente do Conselho de Prevenção da Corrupção, Vítor Caldeira, considera que “a corrupção põe em causa os alicerces da nossa sociedade e vai minar a democracia, e só prevenindo, se pode alertar para as consequências da corrupção na nossa sociedade. Trata-se de um esforço conjunto para formação daquelas que serão os adultos futuros deste país, a educação e formação cívica é um trabalho para o futuro”.

A primeira parte encerrou com a assinatura de um protocolo de colaboração entre o Conselho de Prevenção da Corrupção e o Comité Olímpico de Portugal.

Sob o tema “integridade no desporto” os testemunhos dos atletas David Rosa (Ciclismo), Joana Ramos (Judo), Nuno Barreto (Vela) e António Bessone Basto (natação) sobre as suas experiências foi seguido de um debate com os alunos e com os outros intervenientes.

Na escola estão patentes duas exposições, uma de trabalhos sobre plágio, realizados pelos alunos da Escola Básica e Secundária Padre Alberto Neto, e a outra sobre integridade no desporto, da responsabilidade do COP.

[imagem:CMS]

Artigos Relacionados