Portugal Torna-se o Primeiro País a Ganhar o ‘Prémio de Turismo Acessível’

Portugal Torna-se o Primeiro País a Ganhar o ‘Prémio de Turismo Acessível’

 

A Organização Mundial de Turismo foi fundada em 1975, como um organismo das Nações Unidas, sendo responsável pela promoção do turismo responsável, sustentável e universalmente acessível. Em 2019, em parceria com a ONCE Foundation, uma instituição de solidariedade social que apoia os cegos ou deficientes visuais, a OMC concedeu o primeiro ‘Prémio de Turismo Acessível’ a Portugal, na sua Assembleia Internacional em São Petersburgo, na Rússia. O prémio reconheceu os esforços de Portugal para promover e implementar melhor as infraestruturas que apoiam os viajantes com necessidades especiais e específicas de mobilidade.

O mercado europeu comporta mais de 90 milhões de turistas, que necessitam de assistência especial e, nos últimos anos, Portugal tornou-se líder no continente europeu, garantindo que as suas fronteiras fossem seguras e acessíveis a esse enorme conjunto de turistas. O programa “Tudo para Todos”, lançado em 2016, ajudou a criar itinerários acessíveis e foi aprovada e aberta pelo governo, uma linha de financiamento específica, que financiou mais de 100 projetos que apoiam a acessibilidade no turismo. Projetos como o programa ‘Praia Acessível’, bem como o programa ‘Festivais + Acessíveis’, que ajudam a promover eventos adequados a pessoas com necessidades especiais, foram todos patrocinados pela nova linha de financiamento.

A implementação desta infraestrutura para dar suporte a pessoas com necessidades especiais foi efetuada ao mesmo tempo que aumentava a popularidade de Portugal como destino de férias. Com mais de 12,8 milhões de visitantes, apenas em 2018, gerou-se um aumento no arrendamento das casas de férias, o qual permitiu que os viajantes pudessem escolher todos os detalhes relativos ao local a ficar (incluindo características como a acessibilidade a pessoas com necessidades especiais), além de permitir uma maior privacidade e liberdade na propriedade.

Em 2017, o número de visitantes subiu para mais de 12 milhões, pela primeira vez na história do país, e é claro o porquê: com a metrópole lisboeta, que oferece a todos os que gostam de festas, a emoção de uma grande cidade e os subúrbios repletos de praias deslumbrantes, vilas antigas e igrejas ornamentadas, o país tem muito a oferecer a uma ampla diversidade de viajantes.

A maioria dos viajantes que visitam o país é europeia, e uma das características mais atractivas do país é a sua relação custo-benefício. Em 2018, a Empresa Inglesa de Correios – Post Office, no seu Holiday Money Report anual, declarou Portugal como o segundo destino com melhor relação custo-benefício em toda a Europa, ajudando os viajantes a divertirem-se mais, gastando menos.

Artigos Relacionados

Leave a Comment