Os arquivos da Irmandade do Santíssimo Sacramento de Mafra

 

Os arquivos da Irmandade do Santíssimo Sacramento de Mafra

 

Ontem, na sacristia da Basílica de Mafra, a Irmandade do Santíssimo Sacramento de Mafra, uma entidade ligada à Igreja Católica, que atua na Freguesia de Mafra, decidiu expor os seus arquivos e os da paróquia, documentos com inegável interesse histórico e cultural. A entidade que se designa de Real e Venerável Irmandade do Santíssimo Sacramento de Mafra é uma associação de católicos que se dedica a organizar uma série de festas e procissões ligadas a aquele culto religioso.

Esta entidade, que crê tratar-se “… da mais antiga instituição que actualmente existe na vila de Mafra, sendo por esse motivo considerada um dos mais importantes repositórios da memória histórica do concelho” dispõe de um vasto e importante – no plano histórico e no plano religioso – acervo documental, que remontará a 1725, ano em que foi lançada a primeira pedra do Real Edifício.

Este acervo documental teve ontem dois tempos de exposição na sacristia da Basílica de Mafra. Na companhia de Teresa Amaral, diretora da Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra e da sua adjunta, Mafalda Nobre, o Jornal de Mafra acompanhou, com mais duas pessoas, uma das visitas orientadas por Tiago Henriques, escrivão da irmandade e conhecedor profundo deste acervo.

Registos de comungado, livros de visitação da igreja e cartas pastorais, volumes dos frades de ofício de defuntos, ordos (agendas), um missal de Santo André, cartões de preces, livros do cerimonial de batizados, regimentos de missa, livros de entrada de irmãos, inventários e muitos outros tipos de documentos, com vários graus de conservação e de uso, foram-nos dados a conhecer durante a visita.

No final, pudemos ainda observar alguns desenhos que serviram de esboço a obras escultóricas da Escola de Mafra, esboços recentemente adquiridos pela irmandade, aquisição que, segundo Tiago Henriques, terá ocorrido por preços verdadeiramente irrisórios.

Fiquem com algumas imagens destes documentos, alguns deles, centenários.

Artigos Relacionados