Combustíveis || Governo declara emergência energética preventiva

Serviços mínimos decretados pelo governo variam entre os 50% e 100%

 

A greve por tempo indeterminado dos motoristas de matérias perigosas está agendada para aproxima 2ª feira, 12 de agosto.

Ainda não se sabe se a greve irá ocorrer ou não, mas o governo referiu estar “em condições de declarar preventivamente emergência energética” e decretou, esta tarde os serviços mínimos entre os 50% e os 100%.

“O Governo fará tudo ao seu alcance para que os serviços mínimos sejam cumpridos, porque é essa a expectativa dos portugueses” garantiu o ministro Vieira da Silva

 

Os serviços mínimos ficaram assim definidos:

  • 100% para aeroportos, portos, aeródromos, transporte de medicamentos, serviços militares, hospitais, bombeiros, forças de segurança e proteção civil e posto de abastecimentos da rede estratégica de posto de abastecimentos (REPA)
  • 75% para postos de combustível destinados a empresas de transportes de passageiros, de alimentos e animais e para as instituições de assistência social
  • 50% para os postos de combustíveis regulares

A REP foi atualizada e conta agora com 374 postos, sendo 54 para veículos prioritários e 320 para o público em geral. Foram reforçados os postos de abastecimento no Algarve e nas regiões onde decorrem colheitas (como é o caso das Lezírias do Tejo). Dentro da rede REPA, o abastecimento máximo será de 15 litros por cliente.

Os veículos de matérias perigosas podem vir a ser conduzidos pelas forças de segurança, o ministro Matos Fernandes anunciou que para isso são necessários 180 homens, pelo que já se encontram em formação pessoas para esse efeita.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados

Leave a Comment