Monumento de Mafra já é Património Mundial da UNESCO [Imagens]

Monumento de Mafra já é Património Mundial da UNESCO

O comité da UNESCO reunido em Baku, no Azerbaijão, acaba de anunciar a atribuição da classificação de Património Cultural Mundial ao Monumento de Mafra e ao Santuário do Bom Jesus, em Braga.

Ambas as classificações suscitaram alguma discussão no seio do comité. No caso do Monumento de Mafra (Palácio, Jardim do Cerco e Tapada Nacional de Mafra), o ICOMOS (Conselho Internacional de Monumentos e dos Sítios) levantou algumas dúvidas em relação a esta candidatura, duvidas centradas fundamentalmente na falta de documentação no que se refere à Tapada Nacional de Mafra, razão pela qual, aquele organismo considerou que  “Sem haver mais informações, não faz sentido recomendar este lugar como Património Cultural Mundial”. No entanto, o Monumento de Mafra acabou por conseguir aprovação final, graças aos apoios decisivos do Brasil, da Tunísia, da China, de Angola e da Indonésia, embora com algumas recomendações relativas, nomeadamente, à conservação do monumento.

Desde 1910 que o Palácio, a Basílica e o Convento eram considerados como Monumento Nacional. Só muito recentemente, a DGPC (Direção-Geral do Património Cultural) decidiu alargar a classificação ao Jardim do Cerco e à Tapada Nacional de Mafra.

Em junho desde ano, a Direção-Geral do Património Cultural propôs alargar essa classificação também à Tapada Nacional e ao Jardim do Cerco

A Lista do Património Mundial da UNESCO passa, assim, a integrar 1092 sítios localizados em 167 países, estando 17 deles em Portugal

É possível ler hoje na imprensa nacional várias posições e vários comentários das entidades que a nível local coordenam este processo:

 

“A inevitabilidade de um reconhecimento não poderia, nem deveria ser protelada, porque Mafra e o seu monumento há muito que mereciam esta inscrição”, defendeu o diretor do Palácio Nacional de Mafra, Mário Pereira, citado numa nota de imprensa enviada pela autarquia.

Também a Escola das Armas e o Exército, a direção da Tapada Nacional e a Paróquia de Mafra, outros parceiros da candidatura, se regozijaram com a classificação” [pode ler-se na edição de hoje do jornal “Observador]

 

Mais uma vez, as entidades locais preferem utilizar a agência Lusa e várias agências de comunicação contratadas, preterindo a imprensa local. À imprensa local não chegam as notas de imprensa da autarquia. Em contrapartida, aquelas entidades não rejeitam, os nossos pagamentos de impostos, aqueles mesmos que depois lhes servem para pagar as agências de comunicação nacionais.

Tendo em consideração as ambições políticas de carácter nacional de algumas personalidades do concelho, a imprensa local, que com dificuldade chega a Lisboa, não merece atenção, fora do período eleitoral autárquico, claro está.

Esta situação de desprezo pela imprensa local em Mafra, começa já a merecer atenção nacional.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados

One Thought to “Monumento de Mafra já é Património Mundial da UNESCO [Imagens]”

  1. Andreas Lausen

    Finalmente, o Edifício Real de Mafra, junto com a tapada e o jardim de Cerco, está reconhecido coma Património Mundial! Uma boa mensagem pro Mafra e Portugal inteiro! Obrigado á Doutor Mario Pereira e toda tripulacao do Palácio! Parabens e cumprimentos de Alemanha!

Comments are closed.