Português detido pela PJ no concelho de Sintra por ligações ao Estado Islâmico (Daesh)

Português detido pela PJ em Sintra por ligações ao Estado Islâmico (Daesh)

 

Na madrugada de domingo, 16 de junho, foi detido em Sintra, um português, por sobre ele recaírem suspeitas “de apoiar o grupo extremista Estado Islâmico” (Daesh).

Segundo um comunicado conjunto da Procuradoria-Geral da República e da Policia Judiciária, a ação policial foi efetuada “em conformidade uma busca domiciliária à residência onde o mesmo se encontrava”.

O homem de 35 anos, cresceu em Massamá e está radicado no Reino Unido há vários anos. Era a partir de Londres que desenvolvia as “diversas atividades em prol do estado islâmico, nomeadamente como apoio e facilitador ao movimento de outros nacionais para os territórios do Iraque e do norte da Síria”.

Segundo o expresso, o agora detido seria o mais velho de três irmãos que se juntaram ao autoproclamado Estado Islâmico em 2013, sendo que os irmãos “foram dados como mortos em combate há já alguns meses”.

A Procuradoria-Geral da República e a Polícia Judiciária referem que “esta investigação, que ainda prossegue, circunscreve-se essencialmente aos residentes em território nacional dada a relevância processual penal em termos de competências, sendo os casos dos outros nacionais da diáspora tratados diferentemente e em sede própria”.

O arguido foi ontem presente a interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados