Mafra | 10 mil euros Furtados na Escola Secundária José Saramago

Furtados 10 mil euros na Escola Secundária José Saramago

 

A Escola Secundária José Saramago, que foi recentemente notícia por ter explodido um petardo no seu interior, volta agora a ser notícia, também por razões que não são as que se esperam de uma escola.

Desta vez, a notícia passa por um furto. A Associação de Estudantes da Escola Secundária José Saramago (AEESJS) está a organizar o baile de finalistas de 2019. Para fazer face aos gastos a ele inerentes, a AEESJS era depositária de cerca de 10 000 euros resultantes das comparticipações pagas pelos alunos. Na última sexta-feira, segundo várias fontes contatadas pelo Jornal de Mafra, um aluno da escola ter-se-á apropriado desta quantia, deixando a direção da associação de estudantes sob grande pressão e obrigando à intervenção das autoridades policiais, que se encontram já a investigar este furto.

O furto terá resultado do facto de aqueles valores não terem sido guardados num cofre, e também da ocorrência de uma brincadeira de adolescentes, que terá levado à publicação nas redes sociais, de imagens em que surgem alunos a manusear as notas agora furtadas, dando assim “ideias”, a quem acabaria por aproveitar a oportunidade fácil de se apropriar de uma quantia bastante significativa.

A Associação de Estudantes estará agora a procurar encontrar soluções para o problema.

Por coincidência realizou-se hoje, ao final da tarde, uma reunião ordinária da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária José Saramago, onde esta situação, certamente, não terá deixado de ser abordada.

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados