Estudantes de Mafra juntam-se à Greve Climática Estudantil

Estudantes de Mafra juntam-se à Greve Climática Estudantil

Está agendada para a próxima 6ª feira, 24 de maio, uma nova Greve estudantil climática que terá lugar um pouco por todo o Mundo.

Em Portugal, os jovens das escolas portuguesas vão aderir à greve internacional pelo clima com manifestações marcadas para várias (48) localidades portuguesas, entre elas Mafra.

A 15 de maio realizou-se em Portugal a 1ª greve estudantil pelo clima, greve que contou com cerca de 20 mil participantes.

O objetivo dos estudantes é “chamar à atenção das entidades governamentais, neste caso o governo de Portugal, para a urgência que enfrentamos” exigindo “ao governo que faça da resolução da crise climática a sua prioridade, cumprindo com seriedade o Acordo de Paris e as metas ambientais estabelecidas pela União Europeia”.

No manifesto desta iniciativa pode ler-se:

“Nós, jovens e estudantes, temos de lutar agora e exigir a quem está no poder que dê prioridade absoluta à resolução da crise climática. Não protestamos as alterações climáticas:

      • Protestamos pela inação por parte dos governos face às alterações climáticas. Esta é verdadeiramente uma luta nossa!
      • Exigimos ao governo português que faça da resolução da crise climática a sua prioridade.
      • Fazemos esta greve para chamar à atenção para o problema da crise climática e apelar à sua urgente resolução, de maneira a limitar o aquecimento global a 1.5ºC, como acordado internacionalmente.”

Os estudantes de Mafra decidiram juntar-se a esta iniciativa e na próxima 6ª feira, 24 de maio, vão fazer uma manifestação à porta da Escola Secundária José Saramago, às 8h30, e às 10h30 iniciarão uma marcha até à Câmara de Mafra.

 

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados