Futebol | Capucho Mantém-se no CD Mafra?

Nuno Capucho chegou ao Mafra a 8 de abril deste ano quando faltavam 6 jogos para o fim do campeonato.

Após o jogo de que resultou a manutenção na II Liga, em declarações ao jornal desportivo “O jogo”, Capucho referiu que ao aceitar a proposta para treinar o Mafra sabia que não ia ser fácil, “mas acreditava no valor dos jogadores. É a eles que se deve este objetivo conseguido. Em seis jogos não é possível criar hábitos, rotinas diferentes, eu só acreditei neles, que a equipa jogava bem, que tinha um futebol positivo.”

A semana que agora termina foi uma das mais longas que o treinador diz ter vivido no futebol.  A equipa estava nervosa a pensar no passado e teve de “(…) fazê-los acreditar. Eles não desaprenderam de jogar. Eles estavam cá. Com muitas dificuldades, não viraram a cara à luta”.

Capucho refere ainda que no Mafra “a estrutura é pequena, mas está a trabalhar bem (…) a equipa tem caráter, agora há que aumentar a qualidade. O que podemos exigir aos jogadores é que dêem o máximo.”

Capucho assegura que “foi um prazer trabalhar com eles”, deixando a dúvida se irá permanecer no comando técnico do CD Mafra ou não. No final do jogo, José Cristo, presidente do Mafra, deixou bem claro que gostaria que Nuno Capucho continuasse como treinador do clube.

O treinador deixa ainda um alerta, nestes termos, “esta malta da II Liga ganha muito pouco dinheiro (…) o futebol português tem de começar a olhar para isto (…) não podem olhar só para Benfica, FC Porto e Sporting”.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados