Encerrou ontem o I Festival de Teatro de Mafra [Imagens]

O Coletivo “A Tribo” (teatro) abalançou-se a organizar o I Festival de Teatro de Mafra, que ontem teve a sua sessão de encerramento com a peça “Ensaio da Odisseia”, a cargo da “Bruta Teatro”.

Tratou-se de um festival que trouxe à Ericeira três companhias de teatro, “Bruta Teatro”, “Faísca Teatro” com a peça “Rancho” e “Teatro Umano”, que apresentou a peça “Al Ambra”.

O Jornal de Mafra falou ontem com Daniela Simões, a alma do grupo “A Tribo”. Quisemos saber como tinha corrido o festival e a resposta foi rápida e clara. “o balanço é super positivo”. “Envolveu caras novas nos três dias, pessoas que estão a seguir A Tribo, e que dizem isso ao chegar à bilheteira”. Os grupos que participaram no festival foram, para Daniela Simões, a escolha certa “porque foi uma escolha feita com o coração”, sendo assim, ficou clara a vontade de marcar para 2020 a segunda edição deste festival, onde a encenadora gostaria de “apresentar espetáculos em espaços não convencionais e ter coisas ainda mais alternativas, sobretudo em relação ao espaço em que os espetáculos acontecem”.

Em 2019, A Tribo está a viver o seu melhor ano, dinamizando 4 grupos, duplicando assim o número de grupos em relação ao ano passado, envolvendo um total de 56 pessoas com idades entre os 7 e os 74 anos.

Em relação ao espetáculo de ontem, do qual deixamos aqui algumas imagens, tratou-se uma comédia com dois jovens atores e duas jovens atrizes em palco. Um cenário minimalista mas cuidado, um texto muito bem mandado e um desempenho muito bom, muito ritmado e muito seguro, por parte dos intérpretes. Um ensaio em palco remetendo para Ulisses, o herói mitológico da Grécia antiga, da Ilíada e da Odisseia, obras clássicas de Homero. Uma mistura entre os momentos chave das obras gregas e a atualidade da vida dos interpretes que estavam, já se disse a ensaiar a peça. Daqui resultou um gargalhar do público, do principio ao fim da peça, num estilo indefinível como o próprio texto referia, mas que, a par com o cenário e com a juventude da maior parte do público, resultou muito bem.

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados