15 de março | Dia Mundial do Sono

Hoje é dia Mundial do sono.

Sabia que a privação do sono tem impacto na saúde e bem-estar da pessoa?
A insuficiência ou privação do sono diminui a atenção, o raciocínio, a memória e a capacidade de resolver problemas. Além de desenvolver doenças cardiovasculares, obesidade, hipertensão, diabetes, cancro, Alzheimer ou doenças psiquiátricas.

Nas pessoas que dormem mal podem ser observadas Irritabilidade e mudanças bruscas de humor.

Joaquim Moita, presidente da Associação Portuguesa do Sono, refere que “Tudo o que precisamos de saber sobre o sono e a sua importância, bem como as regras para ter uma noite de sono de qualidade” estão descritas na Tora do Judaísmo, na Bíblia do Cristianismo e no Alcorão do Islamismo.
Nestes livros “Há muitas referências ao sono, à ideia de que a noite precede o dia, à posição correta de dormir, de lado e não de barriga para cima, às fases do sono, e à importância da sesta e também do ritmo do sono e de vigília, que está em harmonia com a natureza”.

O tema deste ano é “Dormir bem, envelhecer melhor” que pretende mostrar a importância de um sono com qualidade desde a infância até à idade adulta para promover um bom envelhecimento.

A Associação Portuguesa do Sono alerta que “o bem-estar físico, mental e social é melhor se dormir bem, não importa a idade. A qualidade do sono é um dos pilares fundamentais da saúde, a que se juntam a estabilidade emocional, alimentação adequada e a prática de exercício físico”.

 

8 medidas para uma boa noite de sono:
·         Adotar um horário regular de sono (adormecer e acordar à mesma hora, todos os dias)

·         Evitar sestas superiores a 45 minutos durante o dia

·         Evitar o consumo de álcool (sobretudo nas 4h antes de deitar) e não fumar

·         Evitar refeições pesadas, picantes e excesso de açúcar nas 4h antes de deitar

·         Praticar exercício físico regular (mas deve ser evitado exercício intenso no final do dia)

·         Manter o quarto com temperatura adequada, sem ruído e sem luminosidade

·         Evitar utilizar o telemóvel, computador ou tablet nas horas antes de deitar

·         Evitar ver televisão no quarto

 

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados