Carnaval de Torres Vedras | A Monarquia reina na Cidade até 6 de março

A cidade de Torres Vedras foi, ontem à noite, tomada pela Monarquia.

Chegados à cidade, vindos para governar, Suas Altezas Reais tomaram a charrete Real e rumaram até Câmara Municipal de Torres Vedras.

Durante o desfile foram acompanhados por uma comitiva composta por: Real Confraria do Carnaval, Ministros e Matrafonas, Marias Cachuchas, Lúmbias, Fidalgos, a Sociedade Filarmónica da Ribaldeira, as bandas OSGA e Ribombar e vários grupos de mascarados. Na frente do cortejo seguiam os Cabeçudos para anunciarem a passagem da corte.

Ao chegarem à Câmara Municipal de Torres Vedras e ao som dos Zés Pereiras foram coroados reis Dom Portuga Folião Deboakasta e Dona Tintona P’ro Zé Povinho Nú Mafona.

Carlos Bernardes, presidente republicano, “cedeu” aos pedidos dos milhares de foliões e entregou a Chave da Cidade a Suas Altezas Reais que subiram à varanda do edifício onde hastearam a bandeira da monarquia carnavalesca ao som do hino desta “nação”: o Samba da Matrafona.
O presidente republicano terminou o seu discurso deste modo “A rainha já é sabida o rei ainda é bebe fazemos todos votos para que consigam levar o vosso reinado sempre de pé. Suas Altezas Reais ao palácio de São Bento esta noite foram pernoitar chegados a Torres Vedras começaram logo a Carnavalar. No reino da folia a santa bola foi retirada para restaurar viva os fidalgos e os foliões que a quiseram adotar. Viva o carnaval de Torres!”

No Decreto real, do recém-nomeado Dom Portuga Folião Deboakasta pode ouvir-se:
“Ouvido o 1º ministro, ouvido o concelho de anciãos, que pela frente pouco falam, e ainda os confrades, o concelho Régio declara que nesta velha e sempre famosa cidade de Torres Vedras fique até 6 de março suspenso o poder local eleito que agora mando eu e o presidente vai de agostinha para Sannio Falanghina, cidade europeia do vinho 2019.
Que todos os foliões usem da maior compostura e a máxima alegria, sigam as instruções do intendente da policia, bebam os púcaros e se divirtam à grande e à torriense.
É proibido entrar no corso sem pagar. Continua a ser proibido apalpar sua majestade a rainha.”

E assim foi instalada a monarquia na cidade de Torres Vedras até 6 de março, onde irá reinar a folia e a diversão.

 

[Imagem: CMTV]

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados