Reis do Carnaval de Torres Vedras visitaram hoje o primeiro-ministro

Uma comitiva liderada pelos Reis do Carnaval de Torres Vedras, visitou esta tarde, o primeiro-ministro António Costa.

A Monarquia foi, pois, até à Capital do Reino para ofertar ao Primeiro Ministro da República, uma escultura denominada “Costa, o Conquistador”.

O Auto Real de oferta foi lido pelo Rei do Carnaval justificando assim a caricatura de António Costa em “versão pirata”: “Por ter a habilidade necessária para governar Portugal mesmo sem ter ganho as eleições. Liderando a tripulação da Caravela Geringonça com uma aguçada espada que tem evitado motins ora à esquerda, ora à direita.”

A escultura foi descerrada ao som dos Ribombar.

António Costa foi agraciado com o grau de “Primeiro-Ministro Honorário do Carnaval de Torres Vedras”, tendo referido, na ocasião, que o Carnaval “é um momento de sátira política, em que a democracia é também feita da sátira e se há qualidade que os políticos devem ter é saberem também rir, e rir-se de si próprios”.

Questionado, se iria deixar a escultura em São Bento quando sair, o primeiro ministro respondeu “não, não quero atormentar ninguém, mas também não estou de saída.”

Carlos Bernardes, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, referiu que esta ida a São Bento foi “um momento histórico da vida do Carnaval de Torres Vedras” e aproveitou para agradecer a António Costa a restituição da tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval.

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados