Torres Vedras | A intervenção de valorização do Castro do Zambujal foi ontem inaugurada

Foi ontem inaugurada a intervenção de valorização do Castro do Zambujal.

A cerimónia contou com a presença da secretária de Estado da Cultura, do secretário de Estado das Autarquias Locais assim como do presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras e do presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães.

Esta intervenção consistiu em “conservação e restauro (estabilizando o conjunto das estruturas arqueológicas a descoberto e promovendo a sua proteção e conservação); paisagismo (realização nomeadamente de arranjos na área para estacionamento, de caminhos e de vegetação, e instalação de mobiliário urbano, de vedações e de sanitários); e museografia digital (criação de um áudio guia numa experiência mobile, o que será complementado por painéis informativos e um folheto impresso)”.

O valor da obra foi aproximadamente 355 mil euros, dos quais 85% foram cofinanciada pelo Programa Operacional Regional do Centro, Portugal 2020 e União Europeia, por meio do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

O Castro do Zambujal é classificado como Monumento Nacional desde 1946 e é um dos mais emblemáticos sítios arqueológicos portugueses, sendo conhecido por ter um papel importante no “conhecimento das primeiras sociedades agro-metalúrgicas no Calcolítico da Península Ibérica, especialmente no que se refere às primeiras arquiteturas de fortificação e às práticas de metalurgia antiga”.
O sítio foi identificado em 1932 pelo investigador torriense Leonel Trindade e as primeiras escavações ocorreram em 1944 e 1959.
Os trabalhos arquelogicos no local já contaram com projetos da Universidade de Friburgo, do Instituto Arqueológico Alemão de Madrid e da Universidade de Tübingen.

 

[Imagens: CMTV]

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados

Leave a Comment