Mafra e Torres Vedras apoiam projeto sobre agueiros

Entre a lista de projectos que se encontram em votação, até 30 de Setembro, no Orçamento Participativo Portugal encontra-se o projecto “Agueiros – O que são, o que os origina, como se identificam e o que fazer se for apanhado num agueiro?”.

Em 2017 30% das mortes por afogamento em Portugal foram causadas por agueiros.

Muitas são as campanhas para alertar e explicar o que são os agueiros, mas muitos banhistas continuam a desconhecer a intensidade e a localização dos agueiros.

O projecto em votação tem um orçamento de 63 000 € e pretende ser aplicado a nível Nacional.

Este projecto propõe:

• Que os cursos de formação dos nadadores salvadores passem a incluir acções de observação directa da circulação litoral, recorrendo a flutuadores derivantes, como os concebidos pela engenharia portuguesa, na Universidade do Porto (FEUP), que estão na base de um projeto H2020. Essas observações seriam sustentadas por uma vintena desses flutuadores, a adquirir, que poderiam ficar a cargo da Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores (FEPONS) para serem utilizados nas escolas. As observações seriam realizadas com a orientação técnica dos organismos científicos da Marinha e enquadradas pela Autoridade Marítima, recorrendo ao apoio do Instituto de Socorros a Náufragos.

• Que uma outra vintena de flutuadores sejam adquiridos para ficar à guarda do Ciência Viva que estimularia junto das escolas secundárias e organizações de cidadania, e em conjunto com a Marinha e a Autoridade Marítima demonstrações visando a promoção de comportamentos responsáveis tendentes a aumentar a segurança nas praias.

O Município de Torres Vedras apoia esta iniciativa e segundo a informação veiculada pela Câmara Municipal de Torres Vedras, Mafra e Peniche também apoiam o projecto.

 

Consulte (aqui) a lista de projectos em votação no Orçamento Participativo Portugal.

 

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados