Vila Velha – Mafra || Demolição da ruína pertencente à Misericórdia de Mafra

Na Vila Velha, em Mafra, começou a ser demolida a ruína pertencente à Misericórdia de Mafra. O edifício degradado, deixado ao abandono durante anos pela Misericórdia de Mafra com o silêncio conivente da Câmara de Mafra, foi deixado a apodrecer no espaço público daquela zona da vila, espaço que confronta com um edifício classificado, a Igreja de Santo André, cujo espaço exterior, durante longos anos, mostrou também muitos sinais de degradação.

O Jornal de Mafra confrontado com informações que davam conta da utilização daquele espaço propriedade e responsabilidade da Misericórdia de Mafra, por parte de jovens de uma escola de Mafra, em que se desenvolveriam actividades pouco consentâneas com a sua idade, contactou a direcção da Misericórdia de Mafra. A partir das fontes que nos contactaram, das informações recolhidas junto da Misericórdia e da reportagem que fizemos no local, nasceram então dois artigos que pode consultar aqui e aqui.

Durante a conversa telefónica que o JM manteve, na altura, com um responsável da Misericórdia de Mafra, João Mesquita, soubemos que aquele edifício iria ser demolido e que naquele espaço nasceria um novo edifício, com projecto já pronto, que seria utilizado nas actividades desenvolvidas pela instituição.

Há uns dias iniciarem-se as obras de demolição do edifício degradado, disso damos nota nas imagens seguintes.

Quando visitámos o local, a 3 de Agostonão havia qualquer cartaz, reprodução de edital ou qualquer tipo de informação que identificasse a obra, o empreiteiro responsável, o responsável técnico, ou o proprietário da obra.

Surgiu entretanto a informação de que a obra resultaria de uma parceria entre a Misericórdia de Mafra e a Câmara Municipal, sendo que a Câmara de Mafra também não libertou qualquer informação, nem sequer de um modo oficioso, relativa a este protocolo.

A Santa Casa da Misericórdia de Mafra tem por Provedor Aníbal Rodrigues da Silva, como Presidente da Assembleia Geral, o conhecido advogado Renato Ivo da Silva e dos seus corpos sociais faz parte, com funções executivas, João Mesquita, também Presidente da Direcção dos Bombeiros Voluntários de Mafra e ex-deputado do PSD na Assembleia Municipal de Mafra.

A Misericórdia de Mafra divulga publicamente a lista completa dos seus corpos gerentes (embora datada de 2012), mas a lista é ilegível. Apresenta também as suas contas de 2017, como a lei determina, fazendo-o de um modo muito minimalista. Como em tantas outras instituições que beneficiam de apoios públicos, também aqui, ainda não chegaram os saudáveis hábitos da transparência.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados

Leave a Comment