Mafra | Igreja de Santo André já tem um órgão de tubos

Ontem, numa cerimónia que desta vez não foi “quase” privada, porque foi mesmo privada – as imagens da Câmara Municipal de Mafra mostram uma igreja, já de si pequena, com muitos lugares por ocupar, onde pontificavam, os membros “da melhor sociedade politico-religiosa do concelho”, já que não foi dado conhecimento prévio aos munícipes/contribuintes, que aí iria ter lugar a apresentado do órgão de tubos da Igreja de Santo André, em Mafra.

Entre as ilustres personalidades convocadas, estiveram presentes o presidente da Câmara Municipal de Mafra, a presidente da Junta de Freguesia de Mafra, o presidente da Junta de Freguesia da Ericeira, representantes do banco Caixa de Crédito Agricola Mutuo de Mafra, o Bispo Auxiliar de Lisboa, Nuno Brás, o vereador José António Paulo Felgueiras, membro dos corpos gerentes da Misericórdia da Venda do Pinheiro,  os vereadores Hugo Luís, Célia Batalha, Aldevina Rodrigues e marido, este em representação da Santa Casa da Misericórdia de Mafra?, para além do sacerdote católico da paróquia de Mafra e de outros párocos da ICAR. Presente também o organeiro Dinarte Machado a quem foi adjudicado o referido órgão.

João Vaz – director artístico dos órgãos históricos do Concelho de Mafra e André Ferreira – professor no Conservatório de Música de Mafra – interpretaram temas de D. Buxtehude e de J. G. Walther.

O órgão custou aos cofres da autarquia de Mafra 74.950,00 € + IVA e foi adquirido ao organeiro Dinarte Machado.
A Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Mafra actuou aqui como mecenas, contribuindo com 25.000,00 €.

O JM passou por lá ontem à tarde, quando os “últimos retoques” decorriam, nomeadamente, quando estava a ser instalada a publicidade institucional junto á porta principal da igreja.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados

2 Thoughts to “Mafra | Igreja de Santo André já tem um órgão de tubos”

  1. Manuel da Costa

    Não me é dada permissão de colar aqui o meu comentário!

    1. JM

      Os comentários na página do jornal, como comentários que são, devem ser expressos em texto.

Comments are closed.