Mafra, Sintra e Torres Vedras vão contar com mais 35 médicos

O governo autorizou a abertura de procedimento concursal para a contratação de novos médicos, concurso que abriu na passada 6ª feira tendo agora os interessados 5 dias úteis para a apresentação de candidatura.

São 1 234 as vagas para contratação de médicos da área hospitalar, medicina geral e familiar e saúde pública, sendo 839 as vagas para a área hospitalar, 378 para medicina geral e familiar e 17 na área de saúde pública.

O concurso para os 378 médicos especialistas na área de medicina geral e familiar que “adquiriram o correspondente grau de especialista na 1.ª época de 2018”. Este concurso tem como principal objectivo “reforçar a capacidade do Serviço Nacional de Saúde, através da alocação dos recursos humanos necessários, neste caso de pessoal médico (…)” e irá reforçar de “forma substancial a resposta ao nível dos cuidados hospitalares e cuidados de saúde primários em todo o país”.

Com o preenchimento destas vagas  será possível atribuir médico de família a mais 500 mil portugueses.

O ministério da saúde identificou os “serviços e estabelecimentos de saúde” que irão alocar estes novos 378 médicos. Mafra, Sintra e Torres Vedras vão contar com mais 35 médicos assim distribuídos:

Mafra (4 médicos)
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Mafra Leste: 1
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Mafra Norte: 3

Torres Vedras (7 médicos)
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Torres Vedras: 7

Sintra (24 Médicos)
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Agualva: 5
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Algueirão: 8
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Almargem do Bispo: 1
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Belas: 3
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Casal de Cambra: 1
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Lusíadas: 2
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Terrugem/S. João das Lampas: 1
– Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados Olival: 3

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo foi onde abriram mais vagas, 195, seguindo-se a ARS Norte com 67 e a ARS Centro com 62.

No caso dos serviços e estabelecimentos de saúde nas áreas profissionais hospitalar e de saúde pública, das quais, 17 são para a área de saúde pública e as restantes 839, para a área hospitalar na região de Lisboa e zona Oeste as vagas criadas são as seguintes:

Centro Hospitalar de Lisboa Central, E. P. E.: 54
Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, E. P. E.: 36
Centro Hospitalar Lisboa Norte, E. P. E.: 34

Centro Hospitalar do Oeste, E. P. E.: 26

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados