Vamos à Farmácia | Hepatite A – Vacinação para viajantes

Vamos à Farmácia | Ana Quintela

 

Hepatite A – Vacinação para viajantes

Se vai viajar para a África, América do Sul, Índia ou para o Sudoeste Asiático deve ter em atenção que grande parte da população está infectada com Hepatite A. Nestes locais o vírus não é só transmitido de pessoa para pessoa, mas a transmissão também ocorre através da água e alimentos contaminados.

 

Quais são os sintomas da Hepatite A?

A Hepatite A uma doença que pode não se manifestar em todas as pessoas, especialmente quando se trata de crianças com idade inferior a 6 anos. Mas, é comum que as crianças mesmo sem sintomas sejam transmissoras da doença entre familiares. E quando esta infecção provoca sintomas, a doença aguda está associada a náuseas e vómitos, dor abdominal, febre, icterícia, falta de apetite e mau estar geral.

Como o vírus é eliminado nas fezes, estando especialmente em elevadas concentrações até 3 semanas após o aparecimento dos sintomas, as pessoas infectadas podem contagiar outras durante este período. Seja por contacto sexual, falta de higiene sanitária, ou manuseamento de alimentos.

 

Os alimentos que deve evitar.

O marisco, como as ostras, mexilhões e ameijoas, que são frequentemente provenientes de viveiros contaminados, conseguem concentrar elevadas quantidades do vírus, sendo alimentos muito associados à transmissão da hepatite A.

Se viajar para os locais de risco evite também comer alimentos crus, como frutas e vegetais, pois se forem lavados com água imprópria ou cozinhados por alguém infectado podem facilmente contaminar quem os ingere.

 

Que pessoas estão em maior risco de adquirir Hepatite A?

Qualquer pessoa que não esteja vacinada contra a Hepatite A pode adquirir a doença ao viajar para zonas endémicas, por contacto sexual ou ingerindo alimentos ou água contaminada.

Pessoas com problemas de saúde relacionados com os factores de coagulação, toxicodependentes e profissionais de saúde estão entre os grupos de maior risco.

A gravidade da Hepatite A aumenta com a idade da pessoa infectada e é mais perigosa em pessoas que já sofram de outras doenças hepáticas (no fígado) ou que estejam já infectadas por outra hepatite, B ou C.

 

Vacinação

A vacina contra a Hepatite A contem o vírus inactivado e tem uma eficácia de cerca de 95%. É importante que a segunda dose da vacina seja administrada entre 6 a 12 meses após a primeira.

Se vai viajar para uma das zonas de risco, 4 a 8 semanas antes da viagem é essencial que vá a uma consulta de medicina do viajante, para melhor se aconselhar e para obter receita médica que permita a aquisição da vacina.

Esta vacina esteve esgotada, mas de momento já é novamente possível adquiri-la nas farmácias mediante uma receita médica.

No site da Direcção Geral de Saúde (DGS) é também possível encontrar uma lista, actualizada a Abril de 2018, com os locais de administração da vacina contra a Hepatite A.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados