14 de Junho | Dia Mundial do Dador de Sangue

Celebra-se hoje o Dia Mundial do Dador, dia que tem por objetivo “aumentar a consciência da necessidade de componentes sanguíneos seguros e agradecer a todos os dadores as suas dádivas voluntárias e benévolas, assim como reconhecer a sua importância e o seu contributo em salvar vidas e em melhorar a saúde e qualidade de vida de muitos doentes”.

O lema deste ano é “Esteja disponível para quem precisa. Dê sangue. Partilhe a vida”.

Segundo dados do Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST) no ano passado em Portugal fizeram-se 32,40 dádivas por mil habitantes e foram administrados 30,03 concentrados de eritrócitos por mil habitantes “vivemos uma situação de equilíbrio” .

As reservas existentes neste momento são:

 

Quem pode doar sangue
Podem doar sangue todas as pessoas com bom estado de saúde, com hábitos de vida saudáveis, peso igual ou superior a 50 kg e idade compreendida entre os 18 e 65 anos. Para uma primeira dádiva o limite de idade é aos 60 anos.

A dádiva de sangue é benévola e não remunerada.  A doação de sangue pode ser feita de quatro em quatro meses pelas mulheres e de três em três meses pelos homens.

 

Sabia que:
– Os tipos de sangue que existem são A, O, que são os mais comuns, AB e B, que são mais raros.
– As pessoas com sangue do tipo O podem doar sangue para qualquer pessoa, mas só podem receber doações de pessoas com o mesmo tipo de sangue. Por outro lado, as pessoas do tipo AB podem receber sangue de qualquer pessoa, mas só podem doar para pessoas com o mesmo tipo sanguíneo.
– As pessoas com sangue do tipo A podem doar apenas para outras do tipo A ou tipo AB, assim como as do tipo B só podem doar para B e AB.
– Para além dos tipos de sangue, existe o fator RH, que determina se o tipo de sangue é positivo ou negativo e influencia na compatibilidade sanguínea. Assim, pessoas com sangue positivo podem receber de pessoas com qualquer RH, mas só podem doar para outras com sangue positivo. Enquanto que, se o sangue tiver RH negativo, podem doar para pessoas com sangue positivo ou negativo, mas só podem receber negativo.

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados